Coronavírus: Brasil tem maior média móvel de mortos desde agosto, diz consórcio

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
A group reacts next to a grave during the celebration of the Day of the Dead, amid the coronavirus disease (COVID-19) pandemic, at Sao Francisco Xavier cemetery in Rio de Janeiro, Brazil, November 2, 2020. REUTERS/Ricardo Moraes
A group reacts next to a grave during the celebration of the Day of the Dead, amid the coronavirus disease (COVID-19) pandemic, at Sao Francisco Xavier cemetery in Rio de Janeiro, Brazil, November 2, 2020. REUTERS/Ricardo Moraes

Pelo terceiro dia consecutivo o Brasil registrou a média móvel de mortes por covid-19 desde agosto. Foram 1.055 mortos em média nos últimos sete dias, maior número desde 4 de agosto - 1.066. Os dados são do consórcio dos veículos de imprensa.

É o quinto dia consecutivo que a média móvel fica acima de mil. Não se via uma sequência tão devastadora desde o período de 31 dias - entre 3 de julho e 2 de agosto, o maior verificado na pandemia.

Nas últimas 24 horas foram registradas 631 novas mortes pelo coronavírus. Mais de 217 mil brasileiros perderam a vida por causa da doença.

Já o número de casos teve um acréscimo de 28.364 registros, totalizando 8.872.964 de infectados desde o início da pandemia, em março do ano passado.

O Brasil chegou nesta segunda-feira a 685 mil vacinados, de acordo com dados de secretarias estaduais de Saúde.