Coronavírus: Apoiado em fala de Bolsonaro, Crivella anuncia reabertura parcial de comércio no Rio de Janeiro

Yahoo Notícias
Foto: Wagner Meier/Getty Images
Foto: Wagner Meier/Getty Images

O prefeito do Rio de Janeiro Marcelo Crivella (Republicanos) cedeu à pressão de vereadores de sua base e anunciou na tarde desta quarta-feira (25) a reabertura de “alguns comércios” na capital, que está em quarentena devido ao novo coronavírus, a partir da próxima sexta-feira (27).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Estamos atualizando algumas medidas já tomadas. A partir de sexta (27), começaremos a abrir, aos poucos, alguns comércios, como lojas de material de construção e lojas de conveniência (postos de gasolina). Mas vamos conscientizar a população de que não poderá haver aglomeração", escreveu o prefeito em uma rede social.

No início da semana, vereadores tentaram aprovar emendas a um projeto de lei do Legislativo que regulamenta atividades comerciais que poderia funcionar durante a quarentena na cidade do Rio de Janeiro. Entretanto, não houve quórom para votação.

Leia também

A medida de Crivella surge um dia depois do pronunciamento de Jair Bolsonaro (sem partido). Na noite da última terça-feira (24), o presidente criticou as medidas de isolamento social e fechamento de escolas nas grandes cidades do país.

Apesar de classificar a quarentena de 15 dias como “decisiva", o prefeito tentou justificar seu anúncio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

“A cidade tem muitas obras, inclusive nossas. Já nos postos, não serão permitidas aglomerações. É para entrar nas lojas de conveniência e sair", disse Crivella em entrevista virtual no Riocentro.

Até o momento, o comérgio segue fechado na cidade, com exceção de farmácias, supermercados e hortifrutis (com recomendações para ampliar o serviço para 24 horas), padarias (com a recomendação de que se evitem aglomerações), pet shops, postos de gasolina, lojas de equipamentos médicos e bancos.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também