UTIs na Grande SP estão 89% ocupadas e pacientes poderão ser transferidos para o interior

Yahoo Notícias
(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

O chefe do comitê do combate ao novo coronavírus em São Paulo, David Uip, falou que o ministro da Saúde, Nelson Teich, defendeu a manutenção do isolamento social.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Tivemos uma reunião e ele também quer manter o programa anterior e citou a dificuldade de comprar insumos e respiradores”, contou em Uip em entrevista no Palácio dos Bandeirantes nesta quinta-feira.

Leia também

A taxa de isolamento social em São Paulo continua na faixa dos 48%. O governado João Doria vem dizendo sempre que o número ideal é 70%.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

A situação das UTIs também segue dramática, com a Grande São Paulo tendo 89% dos leitos ocupados. No Estado inteiro, este número é de 69%.

A partir deste final de semana, pacientes da Grande São Paulo que precisarão de UTI poderão ser transferidos para o interior

O secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann, falou que o Estado pediu ao governo federal 100 respiradores e 4 milhões de testes rápidos.

“Até agora, o gasto federal para São Paulo contra a covid-19 foi de R$ 480 milhões. Já o governo estadual teve um gasto de R$ 1,6 bilhão”, disse. São Paulo tem 28.698 casos da doença e 2.375 pessoas já morreram.

O diretor do Instituto Butantã, Dimas Covas, falou que a ideia é implementar, até 15 maio, testes rápidos por todo o Estado de São Paulo.

Nesta quinta mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro falou que São Paulo infla os números de mortes. Uip falou que o Estado trata “com muita dor esses números e não brinca com isso”. Germann leu uma nota da Secretaria Estadual de Saúde e registrou que a administração trata dessa crise de forma “técnico-científica” e nunca enviesada.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também