Coronavírus: Governo de SP recomenda 'namastê' como cumprimento

·3 minuto de leitura
woman practice yoga outdoor close up of hands in namaste gesture
Cumprimento em 'namastê' faz com que transmissão de germes entre as mãos seja zero, segundo o HC. (Foto: Getty Images)

O Governo do Estado de São Paulo republicou uma postagem na qual indica que a saudação ‘namastê’ é a mais indicada diante da pandemia de coronavírus.

O governador João Doria confirmou, nesta sexta-feira (13), que o estado possui 56 casos confirmados da Covid-19, e anunciou a suspensão de eventos com mais de 500 pessoas e paralisação gradual das aulas como medidas de prevenção.

Leia também:

A recomendação para o ‘namastê’ partiu, originalmente, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Notícias no Google News

Em uma postagem no Twitter, repostada pela conta oficial do Governo do Estado, o HC explica que a saudação com origem no sânscrito - na qual as duas palmas das mãos são unidas em frente ao peito ou a cabeça - tem transmissão zero de bactérias e germes justamente por não haver contato entre as duas ou mais pessoas.

“Cumprimento Namaste: não transfira germes cumprimentando seu colega de trabalho”, diz a postagem.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Os dados do HC ainda comparam o “namastê” com outras formas de cumprimento mais comumente utilizadas. Em um aperto de mão, os envolvidos fariam a transmissão estimada em 124 milhões de colônias de bactérias. Já um “high-five” - toque simples de mãos - faria com que os colegas trocassem 55 milhões de colônias de bactérias. Por fim, o soco de mãos transferiria 7 milhões de colônias bacterianas.

A unidade usada pelo HC para medir o número de colônias bacterianas foi o CFU (Unidade Formadora de Colônias) que, na Microbiologia, considera-se a unidade usada para estimar o número de bactérias ou fungos viáveis e com capacidade de se multiplicar em uma determinada amostra. No caso da covid-19, nossas mãos.

98 CASOS NO BRASIL

Um balanço do Ministério da Saúde mostra que subiu para 98 o número de casos confirmados do novo coronavírus Sars-CoV-2 no Brasil. Até esta quinta (12), eram 77 casos. Segundo o ministério, também já há registro de transmissão sustentada do vírus em duas capitais: São Paulo e Rio de Janeiro.

Em São Paulo, a confirmação da doença em um casal fora da capital paulista e sem contato com pacientes com exame confirmado mostra que já há transmissão sustentada da Covid-19, informou nesta quinta o coordenador do comitê de emergência do estado, David Uip.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.