Cormier ironiza posição de Jon Jones: "Ele precisa mais de mim do que eu dele"

Após anotar novo triunfo sobre Antohny Johnson no último sábado (8), Daniel Cormier não economizou no discurso e rapidamente apontou suas críticas para Jon Jones, único atleta a vencê-lo no MMA e que estava à beira do octógono durante o show. E poucos dias depois do duelo, o campeão meio-pesado (93 kg) do UFC analisou seus detalhes de sua rivalidade com o compatriota.

Depois de quase três anos de discussões, polêmicas e muitos duelos cancelados, ‘DC’ garantiu, em conversa com o programa ‘MMA Hour’, que está em um outro momento de sua relação com ‘Bones’. Isso porque, de acordo com seu raciocínio, a bola está no campo do rival, que tem toda a responsabilidade de provar que pode voltar a competir em alto nível.

“Aquele cara precisa lutar, ele precisa voltar e lutar comigo. Essa coisa toda não define quem sou eu como ser humano. Acho que o Jon Jones precisa ser o Jon Jones lutador, nada mais. Se você tirar isso, o que tem mais? O Jon Jones do colégio? O cara que fugiu de um acidente de carro? Ele precisa se definir. Então, ele precisa mais de mim do que eu dele”, narrou.

Ex-wrestler olímpico, campeão do UFC e comentarista do canal americano ‘Fox Sports’, Cormier garantiu que não tem motivos para se estressar mais com a possibilidade de enfrentar o rival, que o bateu por pontos em janeiro de 2015.

“Cheguei ao ponto da minha vida onde, tipo, esse cara não tem controle sobre mim. Não mais. Se ele não pode voltar e lutar comigo, é com ele. Tenho três cinturões de ouro, conquistei tudo. Tenho minha família, dinheiro e tudo mais. Tenho meu emprego para o futuro. Não preciso daquele cara”, finalizou.