Corinthians vive 'déjà-vu' em derrota para o Atlético-MG; leia análise

Gabriel Santos
·1 minuto de leitura


Pode-se dizer que o Corinthians vivem um 'déjà-vu' na derrota por 2 a 1, de virada, para o Atlético-MG, neste último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Como no jogo do primeiro turno, que acabou com vitória do Galo por 3 a 2, o Timão foi melhor no tempo inicial e sucumbiu à pressão na segunda etapa.

VEJA A TABELA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO

Para se ter uma ideia, na primeira etapa, o Corinthians deu seis finalizações, sendo uma em direção ao gol, justamente o tento marcado por Matheus Davó. No segundo tempo, os comandados de Vagner Mancini finalizaram apenas duas vezes. Já o Galo chutou sete vezes no primeiro tempo e seis no segundo, mostrando um volume de jogo forte em ambos os tempos.

Coincidentemente, o Corinthians deu o mesmo número de finalizações nos dois jogos: oito. Na derrota por 3 a 2 no começo do Brasileiro, o Alvinegro finalizou quatro vezes no primeiro tempo e quatro na segunda etapa, sendo cinco chutes ao gol, diferentemente do jogo de ontem, quando acertou somente uma bola no gol de Everson.

Em relação a posse de bola, tivemos números muito parecidos em ambos os jogos. Na derrota do primeiro turno, o Timão ficou com a bola 36% do tempo, enquanto na partida de ontem, foram somente 33%. Esse dado mostra muito a diferença de estilo de jogo das duas equipes, com o Corinthians esperando mais o Galo, enquanto os mineiros tentando pressionar o Timão.

Vale destacar que na época, o Corinthians era comandado por Tiago Nunes, enquanto o Galo já construía o trabalho com Jorge Sampaoli, que está até o momento na equipe.

Corinthians x Atletico-MG
Corinthians x Atletico-MG

Cointhians viu repetição do 1º turno (Foto:Photo Premium)