Corinthians vê essa semana como chave para contratação de dupla; entenda as situações

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Se dentro de campo a semana do Corinthians não promete muitas emoções, já que a equipe não tem compromissos, fora dele o Timão espera evoluir no contato com dois atletas para reforçar o elenco: o meia Renato Augusto e o atacante Roger Guedes.

O clube já conversa com ambos, mas ainda não abriu negociações, pois espera que a dupla regularize as suas situações junto aos clubes chineses que detém os seus passes, para que, eles ficando disponíveis no mercado, possam avançar nas tratativas com o Time do Povo.

>> Baixe no novo app de resultados do LANCE!
​>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Até o momento, Renato tem uma situação mais encaminhada, já que no Brasil o único clube que se mostrou interessado na aquisição, além do Corinthians, foi o Flamengo, que não viu custo-benefício nos valores indicados inicialmente. Já no Timão, a situação foi diferente e as primeiras conversas animaram a diretoria.

O meia, que vestiu a camisa corintiana entre 2013 e 2015, até possui sondagens de equipes internacionais, mas deseja voltar a jogar no Brasil, e a identificação com o clube do Parque São Jorge tende a pesar na situação.

Renato Augusto está vinculado ao Beijing Guoan, da China, onde atua desde 2016, mas não entra em campo desde dezembro do ano passado, por conta das restrições de entrada no país asiático, devido a pandemia do novo coronavírus.

Situação semelhante vive Roger Guedes, que defende o Shandong Luneng e também já iniciou as tratativas de desligamento com o clube.

No caso do atleta, que, pelo futebol brasileiro, passou por Criciúma, Palmeiras e Atlético-MG, a concorrência local é mais forte, com Galo, Flamengo e Grêmio já tendo mostrado interesse. Ainda assim, a diretoria corintiana vê otimismo no negócio, algo que, por exemplo, não tem em relação do meia Paulinho, que está na mesma situação de Renato e Roger, tendo sido procurado pelo Timão, mas está tratando a situação com mais cautela, vide que tem algumas propostas internacionais e avalia o melhor lugar para morar com a família – a diferença de Paulinho é que ele já rescindiu o seu contrato com o Guanghzou FC.

A importância dos atletas se desligarem das suas equipes atuais está na liberdade do Corinthians negociar diretamente com o estafe dos jogadores, sem precisar pagar para adquiri-los, apenas acertando as bases salariais, prêmios e afins. Por isso, o Timão ainda não formalizou propostas para Renato Augusto e Roger Guedes, já que aguarda ambos ficarem livres no mercado.

Com uma dívida total próxima a R$ 1 bilhão, a política corintiana é de poucas contratações e as que forem feiras sendo pontuais. E mesmo que os dois jogadores no radar tenham valores mais altos que o padrão, recentemente o Time do Povo enxugou quase R$ 4 milhões mensais da folha salarial do elenco com empréstimos, rescisões amigáveis e não renovações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos