Corinthians vê Dérbi como chance de reconquistar tranquilidade em 2019

Yago Rudá
LANCE!
Timão bateu o Fortaleza na última quarta e chega confiante para o clássico (Luis Moura/WPP/Lancepress!)
Timão bateu o Fortaleza na última quarta e chega confiante para o clássico (Luis Moura/WPP/Lancepress!)


O Corinthians não vive boa fase, muito menos briga por título nesta reta final de temporada. Mesmo assim, o Timão tem uma decisão pela frente neste sábado. No Pacaembu, às 19h, o Alvinegro mede forças com o Palmeiras, seu maior rival, em uma partida que pode trazer tranquilidade para o clube do Parque São Jorge em sua jornada por uma vaga na Copa Libertadores 2020.

Ainda em crise por conta das saídas de Fábio Carille, Emerson Sheik e mais quatro profissionais da comissão técnica, o Corinthians vê no duelo contra o Palmeiras a oportunidade de apaziguar as críticas recebidas nas últimas semanas, sobretudo quando ficou oito jogos seguidos sem vencer no Campeonato Brasileiro - sequência superada na última quarta-feira.

TABELA
>Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro




- O clássico é muito grande, o maior do país, do mundo, então qualquer coisa que eles fizerem é pensando no melhor para eles. Mas estamos preparados, com ânimo - afirmou o volante Júnior na última quarta, lembrando que o Palmeiras poupou alguns de seus titulares contra o Vasco, no meio desta semana, já pensando no Dérbi.

Para o duelo desta sábado, o Corinthians tem duas importantes baixas: o goleiro Cássio e o lateral Fagner. A dupla, titular absoluta do Timão há quatro temporadas, está no departamento médico e não tem condições de enfrentar o Palmeiras neste sábado.

A tendência é de que o técnico interino Dyego Coelho escale o Corinthians com Walter; Michel Macedo, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel e Júnior Urso; Mateus Vital, Pedrinho e Janderson; Mauro Boselli.

Com 48 pontos ganhos, o Timão entra nesta rodada na sexta colocação e com a possibilidade de, em caso de vitória, brigar com Grêmio e São Paulo por uma vaga no G4 do Brasileirão, o que lhe colocaria na fase de grupos da Copa Libertadores do ano que vem. Mais do que isso, um bom resultado diante do maior rival traria vida nova ao clube do Parque São Jorge.

- É um clássico, é um divisor de águas para as duas equipes. A gente vive isso e tenho certeza que eu e minha equipe vamos fazer de tudo para vencer. Vamos respeitar o adversário, claro, mas vamos primeiro respeitar a nossa camisa. Pode ter certeza que o Corinthians vai guerrear - afirmou o volante Gabriel.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também