Corinthians usa susto em Brusque como lição contra o Luverdense

O Corinthians está escaldado para enfrentar o Luverdense pela terceira fase da Copa do Brasil. Após quase ser eliminado pelo Brusque – empatou por 0 a 0 em Santa Catarina e alcançou uma virada na disputa por pênaltis –, os comandados de Fábio Carille dizem ter aprendido a lição e prometem concentração no confronto que terá início na noite de quinta-feira, na Arena Pantanal.

“Depois de um jogo difícil como aquele, você aprende que deve estar sempre concentrado. Vínhamos de duas boas vitórias, sobre Palmeiras e Mirassol, e acabamos entrando um pouco desconcentrados, achando que resolveríamos a situação em qualquer momento. Quase ficamos fora por um detalhe. Então, vamos respeitar o adversário, como sempre, e ter concentração”, pregou o centroavante Jô.

Desta vez, o duelo é teoricamente menos perigoso para o Corinthians, já que será decidido em duas partidas, ao contrário do que ocorreu contra Caldense (1 a 0) e Brusque. O jogo de volta contra o Luverdense, que passou por URT e Avaí nas fases anteriores, está marcado para a quinta-feira de 16 de março, em Itaquera.

Assim como ocorreu diante do Brusque, o Corinthians enfrentará o Luverdense animado por uma vitória por 1 a 0 em um clássico do Campeonato Paulista, agora em cima do Santos. O gol foi novamente de Jô. “Vamos tirar as coisas boas disso e não relaxar. Já conseguimos um êxito grande estando com a melhor campanha Estadual, mas não podemos deixar isso subir à cabeça. O time tem maturidade suficiente para absorver bem o que vem de fora”, assegurou o centroavante.

Segundo Jô, o diferencial do Corinthians em 2017 tem sido justamente a dedicação. “Muitos falavam da falta de comprometimento do ano passado. Está sendo bem diferente, com todo o mundo dando carrinho”, valorizou, antes de voltar a mostrar que assimilou o susto em Brusque. “Na quinta-feira, vamos jogar como se fosse o último jogo do ano.”