Corinthians trabalha para dar mais chances a 'xodó de Vítor Pereira' em 2023

Wesley tem ganho cada vez mais moral com Vítor Pereira no Corinthians (Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians)


A fim de rejuvenescer o elenco no ano que vem, o atacante Wesley deve ganhar mais chances no Corinthians no ano que vem. Tanto que ele já está em processo de maior integração com o time profissional, a ponto de formar a maioria dos treinamentos nas últimas semanas e ficando fora das finais do Paulistão Sub-20, contra o Santos.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

O garoto de 17 anos é um dos ‘xodós’ do técnico Vítor Pereira, que gosta bastante do futebol do jogador. O treinador português vê o atleta como um atacante de área que tem facilidade em flutuar pelas beiradas e procurar o jogo.

Wesley, por exemplo, está à frente de Arthur Souza na preferência de Vítor, que gosta de ambos, mas vê no primeiro uma versatilidade importante em um calendário de tiro longo, como é o brasileiro.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule a reta final do campeonato

A maior preocupação do estafe corintiano em relação a Wesley é a parte psicológica. Internamente, a impressão é que o atleta tem um temperamento muito forte, que faz com que ele perca a cabeça facilmente. O próprio VP está ciente disso, o que justifica parte da estratégia do Corinthians de inserir o atacante cada vez mais entre os profissionais. A ideia é forçar que o atleta tenha mais maturidade.

A ideia é que em 2023, Wesley rode mais minutos em campo, assim como foi com garotos como Robert Renan e Giovane, que, aos poucos, ganharam os seus espaços definitivos no elenco principal. E isso terá mais chances de acontecer em caso de permanência do técnico Vítor Pereira, que ainda não informou se renovará, ou não, com o Corinthians para o ano que vem. De todo modo, se isso não ocorrer, a comissão do treinador já indicou ao departamento de futebol a importância de dar mais rodagem a prata da casa no elenco profissional.

Paralelamente a isso, a diretoria corintiana vai ao mercado neste fim de ano em busca de, pelo menos, dois atacantes: um que atue pela beirada do campo e outro que jogue como centroavante. A ideia não é lançar a responsabilidade de suprir lacunas a garotos mais jovens, como Wesley, mas, sim, inseri-lo aos poucos, com eles agregando valor ao elenco e despontando como opções importantes nas suas posições.

Wesley já entrou em campo quatro vezes como profissional. Ele também jogou pelo sub-20 e sub-17 neste ano. Na temporada passada, defendendo o Timão no sub-17, foram 31 vitórias e nove gols.

Em abril deste ano, o Timão ampliou o contrato com o atacante, que agora tem duração até março de 2025, com multa rescisõria de 50 milhões de euros (R$ 258 mi, na cotação atual).