Corinthians terá interino que contribuiu para queda de Tite

MARCOS GUEDES
Folhapress
SÃO PAULO, SP, 05.11.2019 – DYEGO-COELHO: O ex-lateral direito e atual técnico interino do Corinthians, Dyego Coelho, concede coletiva de imprensa, em São Paulo, nesta terça-feira (5). (Foto: Bruno Escolástico/Photo Press/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 05.11.2019 – DYEGO-COELHO: O ex-lateral direito e atual técnico interino do Corinthians, Dyego Coelho, concede coletiva de imprensa, em São Paulo, nesta terça-feira (5). (Foto: Bruno Escolástico/Photo Press/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Jogador do Corinthians entre 2003 e 2008, Dyego Coelho, 36, dirige a equipe pela primeira vez. Treinador interino, ele preencherá provisoriamente o espaço deixado por Fábio Carille.

Alçado do time sub-20, ele repete como técnico o caminho que trilhou como lateral-direito. Foi nas categorias de base do clube que ele surgiu para uma trajetória de altos e baixos como atleta. Contra o Fortaleza, dará um passo importante na nova carreira.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O momento do Corinthians é conturbado, como era no início de 2005. Naquela ocasião, Coelho já tinha se estabelecido como titular, mas o time vivia um momento de mudanças, com a recém-implantada parceria com a MSI. O fundo de investimentos, presidido pelo iraniano Kia Joorabchian, havia trazido Tevez, Mascherano, Roger e Carlos Alberto.

Em 27 de fevereiro, a equipe perdia por 1 a 0 para o São Paulo no Morumbi, quando Bobô sofreu pênalti de Lugano. Coelho bateu, e o goleiro Rogério Ceni --hoje técnico do Fortaleza-- defendeu. Kia invadiu o vestiário, possesso por Tevez não ter feito a cobrança. O técnico Tite caiu.

"Foi até estranho porque, na hora do pênalti, ninguém queria pegar a bola. O Tite falou: 'O Coelho bate'", contou o jogador, anos mais tarde.

Houve também momentos bons. Na reta final do Brasileiro de 2005, conquistado pelo Corinthians, marcou, de falta, contra Ponte Preta e Goiás.

Terminada a carreira de jogador --vestindo ainda as camisas de Bologna, Karabukspor-TUR, Bahia, Guaratinguetá e Atlético Sorocaba--, ele voltou ao Corinthians em 2015 para trabalhar na comissão técnica da equipe sub-20. Agora, em Itaquera, onde treinava, no local onde antes funcionava a sede da base alvinegra, comandará o time principal.


CORINTHIANS

Walter; Michel Macedo, Bruno Méndez, Gil e Danilo Avelar; Gabriel e Júnior Urso; Janderson, Pedrinho e Mateus Vital; Mauro Boselli. T. (interino): Dyego Coelho


FORTALEZA

Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Jackson e Carlinhos; Felipe, Juninho; Romarinho, Edinho, Osvaldo e Wellington Paulista. T.: Rogério Ceni


Estádio: Itaquerão, em São Paulo

Horário: 19h30 desta quarta-feira

Juiz: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Leia também