Corinthians tem cinco 'candidatos' a capitão na decisão; Carille escolherá

Cinco jogadores são candidatos a serem o capitão do Corinthians no segundo jogo das finais do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta. Depois de abrir a vantagem de 3 a 0 no primeiro duelo, em Campinas, o Timão entra em campo na Arena Corinthians como forte favorito à conquista - apenas um placar que nunca ocorreu em Itaquera pode tirar o título do time dirigido por Fábio Carille. Desta forma, o rodízio de capitães promovido em 2017 pode definir quem vai erguer a taça do Estadual no próximo domingo.

O já mencionado rodízio de capitães é utilizado pelo Corinthians desde os tempos de Tite e não foi abandonado durante as passagens de Cristóvão Borges, Oswaldo de Oliveira e agora Fábio Carille, que teve sete jogadores diferentes ocupando a função nas 27 partidas do ano, incluindo pré-temporada, Paulistão, Copa do Brasil e Sul-americana. A margem de opções de Carille diminui com as suspensões de Gabriel e Rodriguinho, que já foram capitães no ano, mas ficam fora da finalíssima pelo terceiro cartão amarelo.

Restam cinco opções para a função na atualidade: Fagner (capitão em seis partidas no ano), Balbuena (capitão em cinco jogos), Cássio (capitão em quatro jogos), Jadson (capitão em três jogos) e Jô (capitão em três jogos). Além deles, Rodriguinho foi capitão em cinco oportunidades e Gabriel em mais uma. Os outros titulares (Pablo, Guilherme Arana, Maycon e Romero) não foram capitães em nenhuma partida neste ano.



Fábio Carille costuma escolher e anunciar ao grupo o capitão de cada partida pouco antes da bola rolar. Desta vez, porém, dada a importância da decisão, há possibilidade de antecipação. A escolha está nas mãos do comandante.

- O Fábio costuma definir e avisar os jogadores durante a preleção no vestiário. Foi assim o campeonato todo, foi assim no Moisés Lucarelli, quando ele colocou o Jô como capitão. E deve ser assim também na final. Até porque não estamos pensando na taça, em quem vai levantá-la, fazer um ótimo jogo e aí sim quem sabe depois fazer a festa do título - explica, à Rádio Transamérica, o preparador físico do Corinthians, Walmir Cruz.

Outro fator que adia a definição do capitão para o segundo jogo contra a Ponte Preta é a condição de Fagner, que será julgado nesta terça-feira por conta dos lances com Cueva no clássico diante do São Paulo, pelas semifinais. Em caso de suspensão, as opções de Carille serão ainda mais reduzidas.



E MAIS: