Corinthians recebe proposta para vender Gustagol, mas Inter é entrave

Alexandre Guariglia
LANCE!


O Corinthians recebeu nos últimos dias uma proposta para vender Gustagol ao Jeonbuk Motors, da Coreia do Sul. Os valores agradam aos dirigentes corintianos, porém para o negócio acontecer é preciso que o Internacional, clube ao qual o atacante está emprestado, abra mão de cláusula presente no contrato. A informação foi divulgada pelo UOL e confirmada pelo LANCE!.

A oferta sul-coreana é de 2,5 milhões de dólares (R$ 12,9 milhões na cotação atual). Por esse valor, o Timão concorda em vender o atleta, mas esbarra na vontade do Inter, que se resguarda no que foi estabelecido contratualmente.


Acontece que quando o centroavante foi emprestado, em fevereiro deste ano, ficou definido que os gaúchos teriam a preferência para cobrir qualquer proposta a partir de 3 milhões de dólares (R$ 15,4 milhões). Se o Colorado não fizesse questão da permanência ou não tivesse condições financeiras para isso, a venda dependeria apenas da vontade dos dirigentes do Corinthians.

Sendo assim, pelos valores atuais, não há a obrigação do Inter em cobrir a oferta para ficar com Gustagol, além disso, não há a intenção de liberar o atleta, que faz parte dos planos do clube para o restante da temporada. Dessa forma, Timão e Internacional precisariam conversar para um acordo diante do cenário atual. Não está descartado que o Jeonbuk suba o valor do negócio.

Atualmente, o Timão possui 30% dos direitos econômicos de Gustagol, tendo negociado 15% com o Colorado quando oficializaram o empréstimo até dezembro de 2020. Além deles, o Criciúma (35%) e o Taboão da Serra (20%) têm participação nos direitos do jogador, que até aqui, desde que chegou neste ano, fez somente três jogos oficiais pelo clube gaúcho e não marcou gols.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também