Corinthians promete bicho de R$ 3,5mi por título paulista

Jorge Nicola
Carille conversa com seus atletas no penúltimo treino antes da final contra a Ponte (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Conhecido por seu estilo econômico nas negociações, o presidente corintiano Roberto Andrade decidiu abrir os cofres pelo título do Paulistão. Tanto que o prêmio prometido em caso de conquista é de R$ 3,5 milhões, para ser dividido entre os jogadores e a comissão técnica.

O valor equivale a 70% do da bonificação assegurada pela Federação Paulista de Futebol ao campeão do estadual: o vencedor do duelo entre Timão e Ponte embolsa R$ 5 milhões.

A maior parte dos 3,5 milhões combinados pelo Corinthians ficará com os atletas e aqueles que mais jogaram ao longo do Paulistão embolsam uma fatia maior, que pode chegar a até R$ 200 mil.  O acordo foi fechado nos últimos dias, depois de uma conversa entre os líderes do elenco e o gerente de futebol, Alessandro Nunes.

Na presidência do Corinthians desde fevereiro de 2015, Roberto Andrade ainda não pôde gritar “campeão” no estadual – sua única conquista desde que se sentou na cadeira de principal mandatário alvinegro foi o Brasileirão de 2015.  A taça do Paulistão viria em um momento extremamente importante, já que o dirigente correu o risco de sofrer impeachment – ele chegou a ser julgado pelo Conselho Deliberativo no começo do ano.

Nesta quinta-feira, inclusive, o presidente garantiu mais uma vitória política com aprovação de suas contas referentes ao ano de 2016. Havia uma mobilização interna, por parte de opositores, para que as contas fosse reprovadas, abrindo a possibilidade para o novo pedido de impeachment.  Com o “sim” dos conselheiros, Roberto está garantido até fevereiro de 2018, quando termina seu mandato.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: