Corinthians preza lembranças de 77, mas ironiza estádio 'dez vezes' pior

Gabriel Carneiro

As lembranças das finais do Campeonato Paulista de 1977 estão mais vivas do que nunca para Corinthians e Ponte Preta, que vão decidir o torneio após 40 anos do fim da fila corintiana. Logo após o conselho técnico que decidiu datas, horários e locais dos jogos decisivos do Estadual nesta segunda-feira, o assunto veio à tona durante as entrevistas coletivas dos presidentes Roberto de Andrade e Vanderlei Pereira, e um questionamento irritou o mandatário corintiano, justamente sobre o local das duas partidas.

Em 1977 e 1979, Corinthians e Ponte Preta decidiram o Campeonato Paulista no estádio do Morumbi, em três jogos cada ano. Antes das finais de 2017, Roberto de Andrade refutou a possibilidade de atuar novamente no estádio do São Paulo em nome dos confrontos em Moisés Lucarelli e Arena Corinthians.

- Por que Morumbi? Eu tenho estádio e é dez vezes melhor que o Morumbi. Acabamos de responder. Falei ontem (domingo) que se alguém propusesse eu falaria não. Podia ser dois jogos em Itaquera, no nosso estádio, dois jogos em qualquer lugar, menos os dois jogos no Morumbi - disse o mandatário, antes de citar algumas de suas lembranças do confronto de quatro décadas com a Macaca:

- É uma decisão depois de 40 anos histórica, eu na época tinha 17 anos, nunca tinha visto o Corinthians ser campeão. É muito representativo na minha vida. Logicamente que a Ponte não tem que ter lembrança mesmo, já que perdeu, pessoalmente é um motivo de bastante alegria, depois de 40 anos, reeditar a final.

PARA A PONTE, O OUTRO LADO DA HISTÓRIA...


Se Roberto de Andrade preza as lembranças da decisão de 1977, a história é diferente com Vanderlei Pereira, que também já militava como torcedor da Macaca, mas sofreu com o duro golpe na possibilidade do primeiro título de sua equipe. Questionado sobre suas lembranças, o mandatário do time de Campinas foi curto na resposta:

- Não temos uma lembrança muito feliz. Vamos começar a contar nossa história a partir de agora. Eu não quero focar 1977, mas caso a Ponte seja campeã os 40 anos passam a ser interessantes. Antes disso, não.









E MAIS: