Corinthians pode vender parte dos direitos de Mantuan até o meio do ano

Em seis meses pelo Zenit, Mantuan tem 18 jogos, três gols e uma assistência (Foto: Divulgação/Zenit)


Mesmo tendo encerrado a negociação com o Zenit, da Rússia, com a compra de Yuri Alberto, o Corinthians seguirá em contato com o clube europeu. Isso porque o atacante Gustavo Mantuan está emprestado ao time russo até o meio deste ano e pode ser comprado.

O valor de aquisição do jogador está fixado em 10 milhões de euros (R$ 51,6, na cotação atual), mas o Timão acredita que dificilmente irá conseguir receber essa quantia pelo atleta. Assim, existe a possibilidade de ceder parte dos direitos econômicos de Mantuan e dar um desconto financeiro aos russos na operação.

+ Confira as movimentações do mercado da bola no vaivém do L!

+ Emerson Shake vence Emerson Jake em duelo que parou a internet; veja os memes

Na última terça-feira (10), um novo contrato de Mantuan foi registrado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. O procedimento, no entanto, já havia sido acertado entre os clubes quando firmaram o empréstimo, em junho de 2022. O contrato seria feito em duas partes: inicialmente com validade até o fim do ano passado, mas com renovação automática até o meio desta temporada caso o jogador não apresentasse no período problemas físicos que o impossibilitaram de jogar. Mesmo com 21 anos, o atacante possui três cirurgias do joelho em seu histórico.


+ Confira a tabela do Paulistão e simule os primeiros jogos do Timão na competição estadual

Na Rússia, a possibilidade de manutenção de Mantuan é vista como pequena, mas a direção do Zenit gostaria de ter um percentual de lucro em uma futura venda do atleta. Desta forma, no Brasil acredita-se que um negócio bem amarrado pode render para os dois lados e culminar na manutenção em definitivo de Gustavo no clube russo. Discute-se a possibilidade de repasse de 30% a 50% dos direitos econômicos do jogador ao time de São Petersburgo para firmar o acordo. O Timão tem 90% dos direitos econômicos de Gustavo Mantuan.