Corinthians paga um mês de salários atrasados às vésperas do dérbi

Yahoo Esportes
Com pagamento, Timão deixa de correr o risco de perder atletas na Justiça (Daniel Augusto Jr/Corinthians)
Com pagamento, Timão deixa de correr o risco de perder atletas na Justiça (Daniel Augusto Jr/Corinthians)

O Corinthians quitou na tarde desta segunda-feira um dos três meses de salários atrasados. De acordo com duas fontes ouvidas pelo Blog, os jogadores vão receber até o fim do dia os vencimentos do mês de maio. Os outros dois meses atrasados devem ser depositados no início de agosto, quando está prevista a entrada do dinheiro referente à venda de Pedrinho para o Benfica.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Esportes no Google News

A quitação de maio foi festejada internamente por dois motivos: primeiro por causa do clássico de quarta-feira contra o Palmeiras, absolutamente decisivo para as pretensões alvinegras no Paulistão - em caso de derrota, o time de Tiago Nunes deixa de ter chance de classificação para o mata-mata e ainda ficará bastante ameaçado de rebaixamento.

Leia também:

Depois, porque o pagamento de um mês acaba com qualquer possibilidade de o Corinthians sofrer com algo parecido ao Santos, em que o goleiro Everson e o atacante Sasha foram à Justiça nas últimas horas para exigir a quebra do contrato, sob a alegação de salários atrasados.

Mesmo sem ter acesso aos 20 milhões de euros de Pedrinho, o Corinthians conseguiu juntar grana suficiente para um mês dos salários graças à entrada de receitas com patrocinadores e alguns adiantamentos. A expectativa é de que nesta semana caiam as vendas de Gustagol e André Luís.

É com esse montante que o Timão pretende pagar daqui a uma semana a parcela pela aquisição de Cantillo.

Importante: o Corinthians considerou a possibilidade de pegar os 20 milhões de euros antecipados em um banco em Luxemburgo antes do depósito da primeira parcela do Benfica, que ocorrerá em até 48 horas após a apresentação do meia-atacante em Portugal. Porém, se solicitar a remessa dos 20 milhões de euros sem que o Benfica tenha iniciado o pagamento, o Timão terá de arcar com um seguro, que foi considerado extremamente alto. Por isso, optou-se por esperar até possivelmente 3 de agosto.

Veja mais de Jorge Nicola no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também