Corinthians não receberá indenização da CBF por lesão de Mantuan

LANCE!
·2 minuto de leitura


A lesão de Gustavo Mantuan, divulgada pelo Corinthians na última quinta-feira, despertou uma dúvida sobre a responsabilidade do acontecido, uma vez que o jovem rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo enquanto servia à Seleção Brasileira sub-20, que reuniu jogadores para um período de treinos. Apesar de uma indenização por parte da CBF estar prevista em Lei, o clube entende que não se trata de uma data Fifa, o que exime a entidade.

Segundo a Lei Pelé, a CBF, que no caso é a entidade convocadora, deverá indenizar o clube que cede o jogador durante o período em que ele é integrado à Seleção até o momento em que ele volta a ficar disponível para jogar pelo seu time de origem, o que incluiria uma possível lesão no período. Mantuan se machucou em amistoso diante da equipe sub-23 do Timão, na última quarta-feira e será operado em breve, com prazo de retorno de seis a oito meses.

Acontece que mesmo com a situação prevista na Lei Pelé, o clube entende que o cenário da lesão de Gustavo Mantuan não se encaixa nessa legislação, uma vez que não se trata de uma data Fifa, mas sim um período de treinamentos. De acordo com nota oficial do Corinthians, a CBF se prontificou a ajudar desde o primeiro momento, mas quem vai arcar com os custos é o clube. Confira:

"Não há nenhum tipo de indenização prevista em contrato da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ao Sport Club Corinthians Paulista por conta da lesão sofrida pelo atleta Gustavo Mantuan enquanto servia a Seleção Brasileira Sub-20, pois a convocação foi para um período de treinos e amistosos e não de competição oficial da FIFA ou Conmebol. A CBF, como é de praxe, se colocou à disposição do Corinthians e do jogador para prestar toda a assistência necessária. No entanto, a cirurgia e o tratamento ficarão à cargo do clube".

Gustavo Mantuan ainda não tem data para ser operado, mas já sabe que sua cirurgia será realizada pelo Dr. Joaquim Grava, consultor médico do Timão. O jovem de 19 anos vinha ganhado espaço com Vagner Mancini e fez seu primeiro gol no profissional na última semana, diante do Vasco. Em 2018 e 2019 ele já havia sofrido lesões ligamentares em ambos os joelhos.