Corinthians merecia vencer o clássico. Empate ficou bom para o São Paulo

Alexandre Praetzel
·2 minuto de leitura
Luan foi o melhor em campo no clássico. Foto: Ettore Chiereguini/AGIF
Luan foi o melhor em campo no clássico. Foto: Ettore Chiereguini/AGIF

O horário foi ruim, mas o jogo entre Corinthians e São Paulo foi bom. Os dois times entraram em campo com formações parecidas. Crespo manteve a ideia tradicional, enquanto Mancini escalou três zagueiros mais rápidos para enfrentar a intensidade são-paulina. Em linhas gerais, o Corinthians perdeu dois pontos e o SP somou um, no empate de 2 a 2. 

O São Paulo foi melhor no primeiro tempo até os 35 minutos, com domínio do meio-campo e jogadas bem trabalhadas pelas laterais. O gol de cabeça de Miranda saiu num cruzamento cirúrgico de Igor Gomes, com os defensores corintianos mal posicionados. Com a vantagem, o SP foi para cima, ganhou a segunda bola e poderia ter ampliado o placar, se não fossem os erros nas finalizações. A ineficiência ofensiva custou caro, quando Luan fez um golaço num chute de primeira, empatando o clássico, com um brilho particular do corintiano. 

Na segunda etapa, Vagner Mancini ajustou o Corinthians, encaixou a marcação e pressionou o São Paulo. O inverso do tempo anterior aconteceu, com o Corinthians dominando o meio-campo e desarmando o SP com certa facilidade. Luan perdeu um gol incrível em assistência de Cauê e o Corinthians seguiu rondando a área do adversário constantemente. 

Mancini lançou Gustavo Mosquito e quis ganhar o jogo, enquanto Crespo preferiu ser mais conservador, tirando a velocidade do ataque. Assim, o Corinthians manteve a gana e fez o segundo gol com Luan passando a Fagner e o lateral tocando para Mosquito vencer Thiago Volpi. A virada corintiana foi merecida pela ambição da equipe, contrastando com a letargia tricolor. Nos acréscimos, o SP chegou à igualdade num pênalti infantil cometido por João Victor(de boa atuação) em Pablo. Luciano bateu e fechou a conta. 

O Corinthians segurou o tabu de nunca ter perdido para o rival na Neo Química Arena. Agora, são dez vitórias e quatro empates. Parece que o Corinthians dá liga e o SP se diminui, durante os confrontos. Mais dois jogos podem acontecer, caso os dois se enfrentem na decisão Estadual. A ver.