Corinthians leva gol no fim e perde do América-MG pela Copa do Brasil

LUCIANO TRINDADE
·3 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP, 28.10.2020 - CORINTHIANS-AMÉRICA-MG - Comemoração do gol de Marcelo Toscano, do América-MG, durante a partida contra o Corinthians, válida pelas oitavas de Final (ida) da Copa do Brasil de Futebol 2020, realizada na Neo Química Arena, no bairro de Itaquera, na noite desta quarta-feira (28). (Foto: Miguel Schincariol/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 28.10.2020 - CORINTHIANS-AMÉRICA-MG - Comemoração do gol de Marcelo Toscano, do América-MG, durante a partida contra o Corinthians, válida pelas oitavas de Final (ida) da Copa do Brasil de Futebol 2020, realizada na Neo Química Arena, no bairro de Itaquera, na noite desta quarta-feira (28). (Foto: Miguel Schincariol/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians voltou a fazer uma partida com pouca criatividade ofensiva e acabou sendo castigado com um gol no final do duelo contra o América-MG nesta quarta-feira (28), pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, em Itaquera: 1 a 0.

Agora, os alvinegros vão ter de buscar a classificação na casa do adversário. Para isso, precisam vencer por dois gols de diferença. Qualquer vitória por um gol levará a disputa para os pênaltis. O time mineiro vai poder jogar pelo empate --Marcelo Toscano garantiu essa vantagem ao América. O jogo de volta será na próxima quarta (4), às 21h30, em Belo Horizonte.

Em Itaquera, Vagner Mancini optou por escalar o Corinthians novamente sem um atacante de referência, a exemplo do que fez diante do Vasco, na semana passada, quando ganhou do time carioca pelo Brasileiro, por 2 a 1.

Desta vez, no entanto, o ataque alvinegro pouco conseguiu incomodar o gol adversário e o América não sofreu para segurar um empate sem gols no primeiro tempo, reflexo da falta de pontaria de Mateus Vital, Everaldo e Cazares, os três homens mais adiantados da equipe.

O treinador alvinegro demorou até os 18 minutos do segundo tempo para abandonar esse esquema, fazer mudanças e colocar o atacante Boselli.

À esta altura, nenhum dos goleiros em campo havia sido muito exigido ainda. Na primeira etapa, dos 11 chutes da equipe corintiana ao gol, 7 foram de fora da área, todos sem grande precisão.

Na volta do intervalo, até os 25 minutos, o lance que mais preocupou os corintianos foi um pedido de pênalti feito pelos mineiros, quando Ademir invadiu a área, dividiu com Marllon e caiu na área. Após a checagem do VAR, o árbitro mandou o jogo seguir.

Ao mesmo tempo em que respirava aliviado pela decisão da arbitragem, Mancini também demonstrava muita inquietação com sua equipe, sobretudo pelos erros de passe no campo de ataque, impediam a construção de oportunidades claras de chegar ao gol.

No fim, acabou sendo vazado aos 43 minutos, quando Marcelo Toscado marcou o único gol da partida.

No próximo encontro com o América, o Corinthians vai tentar manter viva aquela que deverá ser a última chance do clube de terminar a temporada com um título.

No Campeonato Paulista, a equipe alvinegra ficou com o vice após ser derrotada pelo Palmeiras na final, amargou uma eliminação precoce na segunda fase eliminatória da Libertadores e está 14 pontos atrás dos líderes do Campeonato Brasileiro, o que torna a briga pelo título nacional um sonho distante.

A equipe de Vagner Mancini volta a campo no próximo sábado (31), para enfrentar o Internacional, pela 19ª rodada do Brasileiro, às 19h, na Neo Química Arena.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Lucas Piton (Sidcley); Xavier, Ramiro (Leo Natel) e Éderson (Boselli); Cazares (Luan), Mateus Vital (Cantillo) e Everaldo. T.: Vagner Mancini

AMÉRICA-MG

Matheus Cavichioli; Diego Ferreira (Daniel Borges), Messias, Anderson Jesus e João Paulo; Zé Ricardo, Alê (Geovane), Juninho e Felipe Azevedo (Neto Berola); Léo Passo (Rodolfo) e Ademir (Marcelo Toscano). T.: Lisca

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)

Árbitro: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)

Assistentes: Alex dos Santos e Henrique Neu Ribeiro (SC)

VAR: Heber Roberto Lopes (SC)

Cartões amarelos: Marllon, Lucas Piton e Everaldo (COR); Ademir (AMG)

Gol: Marcelo Toscano (AMG), aos 43min do 2ºT