Corinthians leva gol no fim e estraga tarde de Maycon e Pedrinho

Mesmo com um a menos, o time de Campinas aproveitou falha de Léo Príncipe e viu Guilherme Lazaroni empatar o embate. Foto: Gazeta Press

O Corinthians teve tudo em suas mãos para conquistar uma vitória sobre o Red Bull na tarde desta quinta-feira, no estádio de Itaquera, consagrando uma grande atuação dos garotos Maycon, autor de belo gol de falta, e Pedrinho, melhor em campo, mas um vacilo no final pôs tudo a perder. Mesmo com um a menos, o time de Campinas aproveitou falha de Léo Príncipe e viu Guilherme Lazaroni empatar o embate.

Com o resultado, o Timão, já classificado e já com o primeiro lugar do Grupo A garantido, vê muito longe a possibilidade de ficar com a melhor campanha na primeira fase da competição, agora quatro pontos atrás do Palmeiras, com apenas dois jogos a serem feitos. O Touro, por sua vez, chegou a 12 pontos no total e ainda tem boas chances de se classificar no Grupo B, apenas dois atrás do Linense, segundo colocado.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão o clássico contra o São Paulo, o último desta primeira fase de Campeonato Paulista. O duelo será disputado às 16h (de Brasília) do domingo, no Morumbi. Enquanto isso, os “toros lokos” recebem o Botafogo-SP, no mesmo horário, mas no Moisés Lucarelli.

Pedrinho brilha, mas Jô perde

O primeiro tempo mostrou um Corinthians disposto a dar o maior número de chances ao garoto Pedrinho dentro de campo, sempre acionando a habilidade do garoto tanto pela direita quanto pela esquerda. Logo em seu primeiro lance mais agudo, aos sete minutos, ele entortou o lateral esquerdo Thalysson dentro da área, deixou o rival no chão e tentou o cruzamento com o pé direito, mas a zaga afastou.

Pouco depois, Maycon, outro que mostrou boa movimentação, deu lindo passe de calcanhar e deixou Jabá em ótima condição dentro da área. O jogador chegou a sofrer o pênalti de Lucas Taylor, mas o bandeira assinalou um impedimento inexistente. Na resposta, o Red Bull mostrou seu poderio com o volante Nando Carandina. Ele aproveitou rebote da zaga e chutou forte, acertando as duas traves de Cássio.

Antes do intervalo, o Timão ainda viu outro lampejo de Pedrinho dar quase o gol da equipe, quando, aos 35 minutos, o garoto se deslocou até a faixa central, na intermediária, e arranjou belo lançamento para Jô, entre os zagueiros. O centroavante saiu em ótima condição e esperou até o último momento para chutar, ajudando o goleiro Saulo, que abafou. A bola sobrou para Rodriguinho, que chutou de primeira, exigindo outra boa intervenção de Saulo. No rebote, Léo Jabá marcou, mas estava em claro impedimento.

Saulo se atrapalha, mas Corinthians entrega empate no fim

O segundo tempo continuou com o Red Bull bem postado à frente da sua zaga, dando poucas chances para o Timão sair na frente. Para piorar o cenário, até os 25 minutos de bola rolando, a única grande chance havia sido dos interioranos. Após bom lance pela esquerda, Luan chegou à lateral da área e cruzou rasteiro na segunda trave. Livre, Bruno Alves chutou rasteiro e carimbou a trave esquerda de Cássio.

Em lance que parecia despretensioso,no entanto, o goleiro Saulo, até então um dos melhores em campo, resolveu por tudo a perder. Após lançamento de Maycon, Pedrinho estava bem marcado por Lucas Taylor e não chegaria na bola. Ainda assim, o arqueiro resolveu sair da área para fazer o corte e acabou encoberto pelo quique da bola. No desespero, mesmo sem nenhum corintiano por perto, pôs a mão na bola.

Como havia levado amarelo por cera minutos antes, o jogador foi advertido pela segunda vez e, consequentemente, acabou expulso de campo, promovendo a estreia do reserva Daniel na temporada. O arqueiro ainda viu sua situação ficar a pior possível quando Maycon acertou linda cobrança de falta no ângulo, sem chances de defesa, acabando com um jejum de mais de 20 meses do clube sem gols de falta.

O cenário parecia tranquilo para a consagração de Pedrinho e Maycon, mas o Timão recuou e, após levar uma bola no travessão de Luan, viu Carille colocar dois volantes em campo, além do meia Guilherme. Sem conseguir ficar com a bola no ataque, a equipe acabou levando um castigo já nos acréscimos. Em outra enfiada de bola de Luan, Guilherme Lazaroni ganhou de Léo Príncipe e chutou forte na saída de Cássio para marcar.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 1 RED BULL

Local: estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 23 de março de 2017, quinta-feira

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: Salim Fende Chavez

Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Victor Carmona Metestaine

Público: 16.861 pagantes

Renda: R$ 675.886,90

Cartões amarelos: Saulo (Red Bull)

Cartão vermelho: Saulo (Red Bull)

Gol:

CORINTHIANS: Maycon, aos 28 minutos do segundo tempo

RED BULL: Guilherme Lazaroni, aos 47 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon (Marciel), Pedrinho (Guilherme), Rodriguinho e Léo Jabá (Fellipe Bastos); Jô

Técnico: Fábio Carille

RED BULL: Saulo; Lucas Taylor, Willian Magrão (Anderson Marques), Luan Peres e Thalysson; Alison, Nando Carandina e Fillipe Soutto (Guilherme Lazaroni); Luan, Élton (Daniel) e Bruno Alves

Técnico: Alberto Valentim