Corinthians já pegou mais de R$ 70 milhões em empréstimos nas últimas semanas

Goal.com
Timão tem ainda uma negociação avançada para obter mais um acordo financeiro, desta vez com um 'fundo europeu'
Timão tem ainda uma negociação avançada para obter mais um acordo financeiro, desta vez com um 'fundo europeu'

O Corinthians fez nas últimas semanas dois empréstimos que, somados, ultrapassam a casa dos R$ 70 milhões. A Goal apurou que a diretoria do Timão, num comunicado interno, avisou que recebeu dinheiro de dois bancos: R$ 25,4 milhões via BMG e R$ 44,7 milhões via Daycoval.

"Os contratos de operações bancárias foram realizados com Banco BMG – saldo devedor de R$ 25.406.667,09 – com vencimento em março/2020 e Banco Daycoval – saldo devedor de R$ 44.697.099,35 – com pagamentos trimestrais a partir de janeiro/2020", diz a nota assinada pelo presidente Andrés Sanchez, datada de 17 de janeiro de 2020.

Ambos os acordos foram feitos sem a aprovação do CORI, o que é contra o Estatuto do clube alvinegro – qualquer empréstimo acima de 10 mil salários mínimos necessita do aval do Conselho de Orientação.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Nos bastidores, os dirigentes corintianos têm ainda uma negociação avançada para obter mais um empréstimo, desta vez de um "fundo europeu". O montante ainda é mantido em sigilo. Neste caso em especial, o contrato com a Nike está sendo usado como garantia.

Situação financeira complicada

Nos últimos dias, o Corinthians foi cobrado publicamente por atrasar o pagamento de parcelas de duas transferências: o empréstimo (com opção obrigatória de compra) do volante colombiano Víctor Cantillo, junto ao Junior Barranquilla, e a compra do zagueiro uruguaio Bruno Méndez, do Montevideo Wanderers.

Leia também