Corinthians inicia paralisação do Paulistão já praticamente eliminado

Yago Rudá
LANCE!


O Campeonato Paulista está paralisado por tempo indeterminado por conta do coronavírus e, inclusive, ainda não se sabe se a competição voltará a ser disputada ou será cancelada. Mesmo assim, caso o estadual volte, o Corinthians está praticamente eliminado ainda na fase de grupos. Isto porque, restam apenas seis pontos em disputa e o Timão precisa tirar cinco de diferença para o Guarani.

TABELA
>Confira a classificação do Paulistão e simule as próximas rodadas

Na noite da última segunda, o Bugre venceu o Dérbi de Campinas, por 3 a 2, com uma virada nos minutos finais do segundo tempo, e chegou aos 16 pontos no Paulistão. O Red Bull Bragantino é o líder do Grupo D, com um ponto a mais do que o Guarani, mas soma cinco vitórias. O Corinthians, que até aqui registra apenas 11 pontos, venceu dois jogos no campeonato e, por conta do critério de desempate, pode apenas brigar pela segunda colocação.




Na prática, para conseguir disputar o mata-mata do Paulistão, o Corinthians precisa vencer seus dois próximos jogos (Palmeiras e Oeste) e torcer para o Guarani somar, no máximo, um ponto contra Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, e diante do São Paulo, no Morumbi. Se isso acontecer, a equipe de Tiago Nunes ainda teria que descontar a diferença de quatro gols no saldo (+6 do Bugre, contra +2 do Alvinegro).

Se a classificação para o mata-mata se tornou ainda mais complicada, o perigo do rebaixamento diminuiu consideravelmente. Isto porque, a Ponte Preta não somou pontos na última rodada e estacionou na lanterna do Paulistão, com apenas sete pontos ganhos em 30 disputados.

Na classificação geral do campeonato, o Corinthians é o 10º colocado. O Botafogo de Ribeirão Preto é o 15º e primeiro dentro da zona de rebaixamento. A equipe do interior soma oito pontos, com duas vitórias, mas com um saldo negativo de 14 gols.

O Campeonato Paulista foi paralisado na última segunda-feira por tempo indeterminado. A FPF, assim como os clubes, acataram a orientação do Ministério da Saúde para evitarem aglomerações. A organização do torneio aguarda novas informações sobre a contenção do Covid-19 para convocar uma nova reunião. Contudo, não há nem sequer um prazo para o retorno das competições no país.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também