Corinthians goleia o Realidade Jovem e cola no G4 do Paulistão Feminino

Brabas brigam por vaga no mata-mata do Paulistão (Foto: Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians)


Após cair nas quartas de final da Libertadores, diante do Boca Juniors, a equipe feminina do Corinthians voltou a campo e venceu o Realidade Jovem, por 4 a 1, em São José do Rio Preto, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista. Jheniffer, Jaqueline, Adriana e Lia Salazar marcaram os gols corintianos.

+ Fagner passou Rivellino! Veja os 10 jogadores com mais partidas pelo Corinthians

Com o triunfo, o Timão chega aos 15 pontos e permanece em 6º lugar na tabela, mas agora a distância para a Ferroviária, primeira equipe dentro do G4, é de três pontos. A equipe do interior paulista estaciona nos dois pontos, ocupando o décimo lugar.

Na próxima rodada, as Brabas, que não contam com o treinador Arthur Elias, irão enfrentar o Santos, terceiro colocado, no Parque São Jorge. O clássico alvinegro será disputado na quinta-feira (17), às 19h30.

+ Veja tabela e simule a reta final do Campeonato Brasileiro

O JOGO

O auxiliar Rodrigo Iglesias escalou o Corinthians com: Paty; Giovanna Campiolo, Andressa, Erika e Diany; Lia Salazar, Tamires e Gabi Portilho; Adriana, Jheniffer e Jaqueline.

O Timão tomou controle das ações ofensivas e abriu o placar aos 10 minutos do primeiro tempo. Diany roubou a bola no meio-campo e tocou na Jheniffer. A atacante foi travada pela defesa, mas recuperou a bola e bateu na saída da goleira, abrindo o placar.

14 minutos depois, Jaque ampliou a vantagem corintiana. Tamires cruzou na área para Jheniffer, que não conseguiu dominar. A bola sobrou para a camisa 30, que completou para o fundo do gol.

Ainda no primeiro tempo, as Brabas anotaram o terceiro gol. Jaqueline foi derrubada dentro da área, e o árbitro assinalou pênalti. Adriana deslocou a goleira e deixou a partida encaminhada.

Na segunda etapa, o Realidade Jovem conseguiu marcar o gol de honra, mas no final da partida, o Corinthians teve mais um pênalti ao seu favor, e Lia Salazar sacramentou a vitória.