Corinthians fecha 2019 com R$ 177 milhões de déficit e vê dívida crescer

Alexandre Guariglia
LANCE!

Embora ainda não tenha publicado seu balanço financeiro em relação ao ano de 2019, o LANCE! teve acesso ao documento na noite desta segunda-feira. O demonstrativo aponta um déficit de R$ 177 milhões nas contas do clube até 31 de dezembro, um recorde. Além disso a dívida acumulada subiu para R$ 664,2 milhões. A informação foi publicada primeiramente pelo Meu Timão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Os números da dívida, citados acima, não levam em conta as obrigações de pagamento pela Arena, e mesmo assim eles tiveram um crescimento de R$ 202,8 milhões em um ano (em 2018 era de R$ 461,4 milhões), cerca de 44% a mais. As despesas com quitação de empréstimos (142%), encargos sociais (115%), fornecedores (38%) e exploração de imagem de jogadores (124%) cresceram demais de um ano para o outro.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Já o déficit também chama a atenção. Os R$ 177 milhões são um recorde negativo na história do clube, nunca um prejuízo anual havia passado dos três dígitos. Em 2015, o balanço havia fechado em R$ 97 milhões, patamar mais baixo atingido até então. No ano passado, o déficit foi de R$ 18,8 milhões e para 2019, o orçamento previa um superávit de R$ 650 mil.

Desses R$ 177 milhões, R$ 115,5 milhões são referentes ao departamento de futebol, já o restante, que totaliza R$ 61,4 milhões é relacionado ao clube social e esportes amadores. Em 2018, o futebol fechou com superávit de R$ 22,4 milhões, mas o déficit do clube social e esportes amadores (R$ 41,2 milhões), acabou deixando o balanço no prejuízo.

A contas já passaram por uma auditoria externa, mas ainda precisam passar pelo Conselho Deliberativo para poderem ser publicadas. Segundo a Lei Pelé, o prazo máximo para isso era o dia 30 de abril, mas devido à pandemia de coronavírus, o órgão não pôde se reunir para a votação. Além disso, o clube entende que poderia fazer a publicação até 31 de julho, tomando como base uma medida provisória decretada pelo governo em março deste ano.

O Corinthians atravessa uma crise financeira que tende a piorar neste ano por conta das consequências da pandemia de coronavírus. Até aqui, o clube já cortou salários de funcionários do clube e do elenco. Para ajudar nas despesas, planeja antecipar uma parte do pagamento de Pedrinho, junto ao Benfica, para ajudar nas despesas nos próximos meses, uma vez que verbas de patrocínio foram adiadas e cotas de direitos de transmissão não foram pagas.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também