Corinthians fará exames em atletas e funcionários; médico do clube explica


Nesta sexta-feira, por meio de sua TV oficial, o Corinthians publicou um vídeo com perguntas ao médico do clube, Dr. Ivan Grava, que esclareceu as dúvidas em relação ao retorno do futebol, aos protocolos que estão sendo discutidos para a volta e a realização de exames em atletas e funcionários corintianos, que vai determinar o início do planejamento dos treinamentos assim que as autoridades permitirem a retomada das atividades no país.

- Inicialmente nós estamos planejando fazer um exame nos jogadores e nos funcionários do CT para saber se eles tiveram contato ou não com a doença e a partir daí planejar a formação de alguns grupos para que o departamento físico e técnico possam começar com os treinamentos, isso no momento que as autoridades liberarem para o nosso retorno - disse o profissional.

A quarentena no estado de São Paulo foi prorrogada nesta sexta-feira pelo governador João Dória. O retorno à normalidade estava para marcado para o dia 11 de maio, próxima segunda-feira, no entanto, com a pandemia longe de ser controlada, a decisão foi para esticar o prazo até o dia 31 deste mês, ou seja, os treinos não devem voltar até nova data determinada.



Enquanto isso, o Corinthians se prepara internamente para quando as atividades estiverem liberadas e tem feito isso em conjunto com a Federação Paulista de Futebol e com a CBF, além de se basear em protocolos utilizados em outros países que já estão restabelecendo os treinos e jogos, após superarem o períodos mais grave da pandemia de coronavírus.

- Nós do departamento médico elaboramos um protocolo de retorno, trazendo todas as orientações que nós temos tanto da Federação, quanto da CBF e analisando protocolos de outros países, trazendo isso para a nossa realidade, para que quando nós voltarmos, os jogadores estejam orientados e possam voltar da forma mais segura possível - declarou Ivan Grava.

O médico corintiano também explicou como tem sido o acompanhamento clínico dos atletas e dos funcionários durante o isolamento doméstico. Além de um questionário contendo perguntas sobre o estado de saúde de cada um, os departamentos responsáveis têm mantido contato constante com todos.

- A parte do departamento médico é sobre a saúde dos atletas. Com acompanhamento via telefone, nós elaboramos e enviamos um questionário tanto para os atletas, quanto para os funcionários, para saber como eles estavam nesse momento, se haveria algum problema de saúde, e nós estamos acompanhando por meio de ligações, desse questionário, tanto a parte de departamento físico, quanto a parte do departamento de fisioterapia, estão mantendo o acompanhamento desses atletas - concluiu.

Confira as repostas do Dr. Ivan Grava na íntegra:

REUNIÕES COM A FPF
​Nós tivemos duas reuniões virtuais com o comitê médico da Federação Paulista de Futebol. Na primeira reunião foi uma discussão com todos os médicos da Série A1, A2 e A3, e com o comitê para conseguirmos elaborar alguns protocolos para quando o futebol for retornar. Numa segunda reunião, que foi realizada com a participação do Dr. David Uip para orientar os médicos do futebol, mais sobre o coronavírus, sobre os testes, realização de testes, e quando vamos realizar esses testes. Essas reuniões foram sobre qual o protocolo, como iríamos desenvolver o protocolo e trazendo para a realidade de cada clube para que a gente pudesse ter o retorno o mais seguro possível para que todos os atletas, comissão técnica e funcionários tivessem submetidos ao menor risco possível de contaminação.

ACOMPANHAMENTO DOS JOGADORES
Devido a esse distanciamento social que nós estamos vivendo, foi orientado aos atletas, antes do recesso, a treinarem em casa depois das férias, com todo o planejamento feito pelo departamento físico do clube e com acompanhamento tanto do departamento físico, quanto do departamento de fisioterapia e do departamento médico. Porém a parte do departamento médico é sobre a saúde dos atletas, acompanhamento via telefone, nós elaboramos e enviamos um questionário tanto para os atletas, quanto para os funcionários, para saber como eles estavam nesse momento, se haveria algum problema de saúde, e nós estamos acompanhando por meio de ligações, desse questionário, tanto a parte de departamento físico, quanto a parte do departamento de fisioterapia, estão mantendo o acompanhamento.

DIRETRIZES PARA OS ATLETAS NO ISOLAMENTO
Demos orientações para que os atletas usem álcool gel, higienizem as mãos, ter cuidados para não ter contaminação, distanciamento social, e além disso toda uma orientação relacionada a não ter contato, mantendo o distanciamento social, mas como nós não temos data ainda para o retorno, isso pode ser atualizado conforme os dias forem passando, pois essa doença é ainda muito nova, que nós estamos aprendendo com ela os passos que temos que tomar.

POR QUE O FUTEBOL AINDA NÃO PODE VOLTAR NO BRASIL?
​Em alguns países do mundo, as agremiações de futebol já voltaram a treinar, porque lá a doença começou em um momento anterior ao nosso, e na maioria dos lugares em que já se voltou a treinar o futebol, a doença já teve o seu pico e agora está na descendência da curva, e o futebol pode voltar de uma forma mais segura, o que não é a nossa realidade aqui no Brasil. Estamos em um momento de ascendência da curva, por isso o futebol não voltou aqui.

RECADO PARA OS CORINTIANOS
Nesse momento de pandemia que nós estamos vivendo, quem puder, fique em casa, para evitar se contaminar e passar para outras pessoas, mas quem não puder ficar em casa, que precisa trabalhar, ou que precisa fazer alguma coisa, sempre se cuide, use máscara, leve o álcool gel com você, para limpar as mãos, evite aglomerações, e sempre que possível lave as mãos.

















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também