Corinthians encerra temporada no pódio da Libertadores Feminina com história que jamais será apagada

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Faltou pouco para que as meninas do Corinthians fossem campeãs de tudo. Mais precisamente dois pênaltis na semifinal da Libertadores Feminina de 2020. As comandadas de Arthur Elias foram superiores na partida contra o América de Cali, empataram, mas não conseguiram a vitória nas penalidades.

No futebol, nem sempre o melhor ganha. Embora o Timão tenha caído de pé, a eliminação impediu a coroação da temporada praticamente perfeita, que já somava o Campeonato Brasileiro e Paulista. Com somente duas derrotas na conta, a equipe alvinegra protagonizou uma campanha histórica no futebol brasileiro e que será lembrada por muitos, mas principalmente pela Fiel.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na partida do último domingo (21), a vitória sobre a Universidad de Chile pelo elástico placar de 4 a 0 confirmou o que todos nós sabíamos: o Corinthians tinha totais condições de ter chegado à final. Quis o destino que isso não acontecesse.

A campanha histórica termina de forma invicta, num honroso terceiro lugar e com somente um gol sofrido. Ainda que o gosto do lugar mais baixo do pódio seja agridoce, é preciso reconhecer quando a trajetória, por si só, vale uma medalha de ouro. A garra, tão cobrada entre os torcedores, não faltou nesse elenco.

Daqui a muitos anos, o estelar elenco do Corinthians Feminino ainda terá feito uma campanha histórica na conturbada temporada de 2020. E isso ninguém jamais irá apagar.

Corinthians foi eliminado sem perder na Libertadores Feminina. | Pool/Getty Images
Corinthians foi eliminado sem perder na Libertadores Feminina. | Pool/Getty Images

Aos torcedores, resta aplaudir essas mulheres que lutam por dias melhores na profissão, representadas pela Ferroviária, América de Cali e Corinthians. Às valentes meninas que conquistaram à América: glória.