Corinthians encara Ceará para seguir no G4 e quebrar jejum de quase três meses sem vitórias fora de casa

·5 min de leitura


Com o peso nas costas de um Castelão que receberá mais de 35 mil torcedores e de um jejum de quem conquistou a sua última vitória fora de casa há 89 dias, o Corinthians volta a campo nesta quinta-feira, às 20h, para enfrentar o Ceará, em Fortaleza, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. No duelo, além de desafiar esta longa e incômoda abstinência fora de casa, o Alvinegro jogará para se manter no G4, a zona de classificação à fase de grupos da Libertadores.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!


GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

Em quarto lugar no Brasileirão, com 53 pontos, o Timão está logo à frente do Fortaleza, quinto colocado, com 52, que em outro duelo da noite desta quinta terá pela frente o Santos, às 19h, na Vila Belmiro. Assim, para não depender do resultado do concorrente, a equipe precisa quebrar uma série de sete jogos sem triunfos longe de seus domínios, onde ganhou pela última vez no dia 28 de agosto, quando bateu o Grêmio por 2 a 1, com um gol de Jô, em Porto Alegre.

Neste período, o time comandado por Sylvinho acumulou quatro derrotas (para Sport, São Paulo, Atlético-MG e Flamengo) e três empates (com Atlético-GO, Red Bull Bragantino e Internacional) como visitante. E o Alvinegro só está no G4 porque neste mesmo período emplacou sete vitórias consecutivas como mandante, sendo seis delas com a presença de seus torcedores à Neo Química Arena, onde vem sendo apoiado em peso após a volta da Fiel ao estádio.

- A gente sabe que a dificuldade que é fora de casa, jogar em casa é bom porque tem a presença na nossa torcida, que é um homem a mais em campo praticamente. A gente sabe da construção (do time) que está sendo feita. A gente sabe que jogar lá no Ceará vai ser difícil, mas a gente trabalhou pra isso, a gente está no clube todos os dias trabalhando forte para a gente se sair bem tanto fora quanto dentro de casa - afirmou o jovem volante Du Queiroz, de 21 anos, nesta quarta-feira, na primeira entrevista coletiva de sua carreira.

Neste duelo no Castelão, Du Queiroz voltará a substituir o lesionado Giuliano depois de ter sido escolhido para ocupar o lugar do titular no clássico contra o Santos, no último domingo, em Itaquera, onde deu uma assistência para Jô abrir o placar na vitória por 2 a 0 que garantiu o Alvinegro no G4 do Brasileirão.

Apesar do longo jejum longe de Itaquera, o Corinthians tem hoje a quinta melhor campanha como visitante no Brasileirão, com 22 pontos, mas apenas três deles foram somados neste segundo turno da competição, na qual fechou participação na sua primeira metade como terceiro melhor time fora de casa.

RISCO DE IGUALAR SEU ÚLTIMO PIOR JEJUM FORA DE CASA

Se não ganhar o confronto desta quinta-feira, o Timão vai igualar o seu último pior jejum como visitante, ocorrido há quase dois anos. A ocasião anterior em que completou oito partidas sem vencer fora aconteceu no dia 1º de dezembro de 2019, quando foi batido pelo Atlético-MG por 1 a 0, em Belo Horizonte.

Naquela sequência, o Alvinegro não conseguiu superar, em sequência, Grêmio, São Paulo, Goiás, CSA, Flamengo, Palmeiras e Botafogo antes de ser derrotado pelo Galo. Neste jejum os corintianos sofreram cinco derrotas e empataram por três vezes. E este mesmo retrospecto recente ruim longe de seus domínios será repetido se a equipe for superada pelo Ceará nesta quinta-feira.

SÓ MAIS DUAS CHANCES DE VENCER COMO VISITANTE

Caso não vença nesta quinta-feira, o Corinthians também só terá mais uma chance de ganhar um jogo como visitante neste Brasileirão. E isso ocorreria justamente na rodada final, no dia 9 de dezembro, quando encara o Juventude em Caxias do Sul. Antes disso, o time fará os dois últimos confrontos desta temporada com o apoio dos seus torcedores em Itaquera, neste domingo, contra o Athletico-PR, e no dia 5 do próximo mês, diante do Grêmio.

RETROSPECTO FAVORÁVEL NO CASTELÃO E NO GERAL

Essa será a 13ª vez que o Corinthians enfrentará o Ceará no Castelão, onde acumula cinco vitórias, quatro empates e três derrotas em 12 confrontos com o rival no local. Neste período, os corintianos marcaram 13 gols e tomaram nove.

Na última vez em que mediram forças no estádio cearense que foi um dos palcos da Copa do Mundo de 2014, porém, o Timão foi superado por 2 a 1, de virada, em outubro do ano passado, também pelo Brasileirão. Depois disso, os clubes se encontraram em dois jogos em Itaquera pelo torneio. E nas duas ocasiões os donos da casa levaram a melhor, com uma vitória por 2 a 1 em fevereiro passado, ainda pela edição de 2020 da competição, e com um triunfo por 3 a 1, em agosto, pelo primeiro turno do atual Campeonato Brasileiro.

No retrospecto geral do confronto com o rival cearense, o Corinthians leva boa vantagem, com 13 vitórias, 9 empates e 4 derrotas em 26 confrontos. Os dois times se enfrentaram pela primeira vez há 50 anos, com um triunfo por 1 a 0 da equipe paulista, em agosto de 1971, em Fortaleza. Ao todo neste histórico, os corintianos marcaram 37 gols sobre o adversário e tomaram 21 do oponente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos