Corinthians e Vítor Pereira tentam 'última cartada' para a permanência do treinador


A família de Vítor Pereira é aguardada no Brasil ainda em novembro. E essa será a última tentativa do treinador de convencê-los do desejo que tem, de ficar no Corinthians.

+ Vitor Pereira e quem mais? Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Timão

Neste momento, o único motivo que impede que o técnico renove o seu contrato com o Timão é a família, que vive em Portugal e passa por uma situação delicada, já que a sogra do comandante corintiano possui um problema de saúde que impede grandes deslocamentos. A esposa e os três filhos de VP vivem na cidade de Espinho.

- A questão familiar para mim é fundamental, não posso deixar mal minha família para eu ser feliz - declarou o treinador em entrevista coletiva concedida no último dia 26 de outubro.

A informação da vinda dos familiares do técnico corintiano ao Brasil foi publicada inicialmente pelo ‘ge’ e confirmada pelo LANCE!.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Vítor Pereira e filhod
Vítor Pereira e filhod

Vítor Pereira e os seus três filhos na época que o treinador dirigia o Porto (Foto: Record/PT)

O planejamento inicial de Vítor Pereira era passar as férias em Portugal após o fim do Campeonato Brasileiro, mas o movimento contrário, com a família vindo ao Brasil, é um desejo, tanto do profissional, quanto do clube, para que a esposa e os filhos conhecam o local e as pessoas que tem acolhido ele desde a chegada a São Paulo, e assim eles possam entender que o treinador está bem e tem sido bem tratado, mesmo estando longe de casa.

Dentre essas pessoas, uma das principais é o presidente Duílio Monteiro Alves, que se tornou amigo pessoal de VP. Inclusive, o mandantário corintiano é o maior defensor da manutenção de Pereira, deixando claro que fará até o último esforço possível para manter o técnico português pelo menos até o fim do ano que vem. A ideia de trazer os familiares de Vítor para passar férias no Brasil não foi de Duílio, mas foi comentada pelo treinador em uma das conversas que teve com o presidente, que foi um grande defensor da ideia.

Vítor Pereira e Duílio
Vítor Pereira e Duílio

Vítor Pereira em um dos seus primeiros contatos com Duílio (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Quando Vítor Pereira foi contratado, Monteiro Alves conversou por telefone com a esposa do técnico e também teve uma boa recpetividade com ela. À época, o cartola deixou claro que o treinador seria acolhido não só por ele, mas por todo o ‘bando de loucos’ e também disse que a torcida corintiana era conhecida por ser fiel. A ideia agora é ter uma conversa pessoalmente com a mulher de Vítor onde deixará claro que a promessa de acolhimento foi cumprida e que seguirá em um possível caso de renovação.

A família de Vítor Pereira também conhecerá a cidade de São Paulo, mas já sabem que o treinador é um pouco avesso ao local. Ele prefere o clima litorâneo e uma rotina mais pacata, que, por exemplo, Espinho possui, e é completamente diferente do que acontece na capital paulista. No entanto, esse fator está longe de ser crucial para a decisão do técnico sobre o seu futuro.

Vítor Pereira é bastante reservado em sua vida pessoal. Mesmo sendo uma pessoa afixionada ao trabalho, ele é um apaixonado pela família e sofre bastante com o tempo que a sua trejetória no futebol o tirou perto dos seus, principalmente em relação a acompanhar o crescimento dos filhos. Amigos próximos ao treinador, inclusive, sempre o aconselharam a se desapegar um pouco do esporte para ter uma vida mais leve, mas ele não consegue e também não se vê dando um tempo da vida profissional neste momento.