Corinthians e Pablo acertam tempo de contrato; falta acordo por salários e luvas

Bordeaux já aceitou vender Pablo por R$ 11 milhões, parcelados (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O Corinthians deu mais um passo para comprar Pablo em definitivo nesta segunda-feira: o clube já acertou o tempo de contrato para um novo vínculo com o zagueiro. As duas partes concordaram que o acordo terá validade até 31 de dezembro de 2021.

Na próxima quinta-feira, Alessandro Nunes, gerente de futebol alvinegro, voltará a se sentar com Fernando César, empresário de Pablo, para tentar uma definição a respeito do salário e da luva. O Blog apurou que a conversa nesta segunda-feira aproximou a pedida do defensor da oferta alvinegra.

Em 1º de julho, quando ocorreu a primeira reunião, Pablo havia exigido um salário considerado fora da realidade no Parque São Jorge. As conversas ficaram interrompidas durante todo esse período porque Fernando César esteve na Europa para tratar de interesses de outros clientes.

Pablo está emprestado ao Corinthians até dezembro e o Bordeaux, dono de seus direitos econômicos, já aceitou a oferta de R$ 11 milhões, parcelada, feita pelo clube brasileiro para adquirir o defensor em definitivo. Em um primeiro momento, o Bordeaux queria envolver Guilherme Arana na transferência, mas o presidente Roberto Andrade disse que nem cogita liberá-lo antes de dezembro.

Arana ainda tem outras opções de mercado, como o CSKA, da Rússia, e a Roma, que prometeu bancar 15 milhões de euros para contratá-lo. O impasse, caso a oferta se confirme, será em relação à data da ida do lateral-esquerdo, já que os italianos exigem a apresentação de Arana assim que o negócio for fechado.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: