Corinthians e Matheus Pereira têm acerto, mas obstáculo atrapalha 'final feliz'

Matheus Pereira era um dos sonhos da torcida do Botafogo (Foto: Divulgação / Al Hilal)


Entre Corinthians e Matheus Pereira está tudo certo para que o meia-atacante reforce o clube alvinegro. O problema é o Al Hilal, da Arábia Saudita, equipe que detém os direitos do jogador, que é sondado pelo Timão.

Nos últimos dias, a direção corintiana recebeu a informação no mercado de que Pereira poderia ficar livre para assinar com qualquer outro clube. A situação passada aos alvinegros era de que os árabes deviam salários ao jogador, que buscaria a rescisão contratual na justiça. Ao se aprofundar na busca, os alvinegros descobriram que, na verdade, o Al Hilal está vivendo uma situação financeira delicada e estaria disposto a emprestar alguns atletas para aliviar a folha salarial, Matheus poderia ser um deles. O brasileiro tem perdido prestígio com o técnico Ramón Díaz. Com o treinador argentino, o jogador ficou somente no banco de reservas nos dois últimos compromissos do Hilal, no fim do ano passado.

+ Corinthians é pouco efetivo e fica apenas no empate com a Inter de Limeira

Como já estava conversando com pessoas ligadas ao Matheus Pereira, o Corinthians se animou com a chance de ter o atleta por empréstimo. Porém, os primeiros contatos feitos com os representantes do Al Hilal não foram animadores. Como eles investiram 18 milhões de euros (quase R$ 100 milhões, na cotação atual) na compra do meia-atacante no ano passado, até topariam emprestar o atleta, mas com prazo curto. A ideia é ‘arrumar a casa’ financeiramente e voltar com força. E dentro desse projeto, estão os investimentos mais recentes que o time fez.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

Para o Timão, um negócio assim não interessa. A equipe alvinegra deseja ter, pelo menos, o atleta até o fim da temporada. Contar com Matheus Pereira até agosto, por exemplo, significaria perdê-lo quando possivelmente o clube mais precisará, que serão os momentos decisivos das competições mata-mata (Copa do Brasil e Libertadores).

Durante as tratativas, não houve negociação aberta entre Corinthians e Al Hilal, apenas conversas, que não estão encerradas, mesmo com as tratativas estando emperradas e sem sinais de que vão destravar.

+ Fique ligado no mercado da bola através do vaivém do LANCE!

POSTURA DE MERCADO DO TIMÃO

A diretoria corintiana adota cautela na busca por reforços. Eles estão de olhos abertos para oportunidades de mercado. Além de Matheus Pereira, o clube, por exemplo, segue sonhando em repatriar Philippe Coutinho. A estratégia tem sido manter conversas com o estafe dos atletas e depois se resolver com as equipes em que eles atuam. E é nesse ponto que o Timão não tem conseguido evoluir. No caso de Coutinho, o Aston Villa, da Inglaterra, não tem facilitado a liberação do jogador, que desejaria voltar ao Brasil. Os movimentos entre os dois atletas são bastante parecidos.