Corinthians divulga nota de repúdio contra incidentes na final do futsal

LANCE!
·2 minuto de leitura


Após o episódio lamentável ocorrido na final da Liga Nacional de Futsal, na tarde deste domingo, o Corinthians divulgou nota de repúdio contra a violência de um agente da Guarda Civil Municipal de Votorantim em relação aos jogadores corintianos, que reclamavam da arbitragem. No segundo jogo da decisão, o Magnus bateu o Timão por 3 a 0 e ficou com o título da competição.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

GALERIA
> Corinthians seguirá sem repetir escalação no Brasileirão-2020; veja

Após o cronômetro zerar, os corintianos partiram para cima da arbitragem para reclamar. Segundo a reportagem do SporTV que estava fazendo a cobertura da partida, os seguranças do clube do Parque São Jorge tentaram agredir os árbitros. Como revide, os responsáveis pela segurança da decisão usaram gás de pimenta contra os jogadores alvinegros, que relataram até mesmo uma ameaça com arma, feita por um dos guardas municipais que estavam no local.

Segundo a nota divulgada pelo clube, a Diretoria responsável entrará com uma representação na Liga para reclamara dos fatos ocorridos em Sorocaba e classificou como "inadmissível numa festa do esporte" a ação de um agente da GCM, que fez com que um dos jogadores precisasse de atendimento médico.

Confira, na íntegra, a nota de repúdio publicada pelo clube:


"O Sport Club Corinthians Paulista repudia a violência ao final da Liga Nacional de Futsal, em que um agente da GCM de Votorantim disparou gás de pimenta contra o nosso time, ferindo membros da nossa delegação e obrigando um atleta a receber tratamento médico, o que é inadmissível numa festa do esporte.

A Diretoria de Esportes Terrestres do clube informa que fará nesta semana uma representação à Liga, em protesto contra todos os incidentes condenáveis que aconteceram, dentro e fora de quadra, na partida final contra o Magnus"