Corinthians divulga balancete com déficit até setembro e dívida sobe para mais de R$ 920 milhões

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Corinthians divulgou nesta quarta-feira o balanço financeiro referente aos nove primeiros meses de 2020. Nesse período o clube fechou suas contas com déficit de R$ 6,203 milhões, impulsionado pela crise na pandemia de coronavírus. A dívida acumulada do clube aumentou para R$ 921,9 milhões.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

Esse saldo negativo representa uma piora em relação ao superávit de R$ 4,395 milhões apresentado nos primeiros seis meses do ano. Em 2019, o balanço teve prejuízo total de R$ 177 milhões, valor que foi corrigido para R$ 195,4 milhões a pedido do Conselho Fiscal e do Conselho de Orientação.

No primeiro semestre, o lucro foi turbinado por conta das vendas de jogadores, que totalizaram R$ 142,2 milhões. Apesar de esse valor ter aumentado para R$ 186,4 milhões até setembro, não foi suficiente para amenizar as perdas de receitas por conta da crise provocada pela pandemia de coronavírus, que culminou na saída de patrocinadores e corte nas cotas de TV.

Embora o déficit seja bem menor até aqui do que o de 2019, o clube viu sua dívida acumulada aumentar mais um pouco de junho para setembro. O montante passou de R$ 904,4 milhões para R$ 921,9 milhões, cerca de R$ 17,5 milhões a mais. Em comparação com a dívida acumulada em 31 de dezembro de 2019 (R$ 668,7 milhões), o aumento é de R$ 253,2 milhões em nove meses.