Corinthians descarta adiar jogo com Fla e Andrés provoca Bandeira

Yahoo Esportes
<em>Presidente corintiano diz que muda seu nome se partida for adiada (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)</em>
Presidente corintiano diz que muda seu nome se partida for adiada (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Apesar da pressão nos bastidores, o Flamengo não conseguirá mudar a data da partida de ida da semifinal da Copa do Brasil contra o Corinthians. Pelo menos é o que garante o presidente alvinegro Andrés Sanchez. “Não vão adiar jogo nenhum. Só se mudarem meu nome”, afirmou Andrés, em contato com o Blog.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

O duelo está marcado para 12 de setembro, no Rio. Se confirmada a data, o Fla não terá Paquetá, Cuellar e Trauco, convocados para as seleções de Brasil, Colômbia e Peru. Já o Corinthians ficaria apenas sem Fagner, chamado por Tite para dois amistosos com a seleção. Porém, o lateral teve uma lesão muscular diagnosticada e será cortado.

A ideia rubro-negra era de passar o confronto para 19 de setembro. A data ficou livre depois de Corinthians e Flamengo serem eliminados na Libertadores. A queda de braço dos dois clubes mais populares do país, de acordo com Andrés, já está decidida. Em tom de brincadeira, ele assegurou: “Se eu perder para o Bandeira, tenho que ir embora do futebol”, provocou, referindo-se ao presidente rubro-negro Eduardo Bandeira de Mello.

Procurado pelo Blog para responder às palavras de Andrés, Bandeira não foi localizado. Porém, ao GloboEsporte.com, ele havia dito o seguinte: “O Flamengo será prejudicado tecnicamente por uma decisão arbitrária e descabida. Soube que o Corinthians não quer. O que se explica. Eles são beneficiados”.

Leia mais:
– O que esperar dos italianos na fase de grupos da Champions
– Ter Stegen, a um passo de reescrever história no Barcelona
– Empresário de CR7 detona prêmio dado a Modric

Leia também