Corinthians começa o segundo turno com a missão de evitar a degola

MARCOS GUEDES
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Corinthians tem objetivos bem mais modestos no Brasileiro. A equipe mostrou alguma reação sob comando de Vagner Mancini e ganhou distância da zona de rebaixamento, uma folga que espera aumentar no início do segundo turno. A equipe alvinegra, porém, vem de um empate que lhe custou a última chance real de título na temporada. O 1 a 1 com o América-MG, com um gol sofrido em um pênalti muito questionado, definiu a eliminação na Copa do Brasil diante de um rival da segunda divisão nacional. O jeito agora é se concentrar no Brasileiro e buscar uma segunda metade de campanha bem superior à primeira. Depois de derrotar o líder Internacional no último final de semana, os jogadores se mostraram confiantes na possibilidade de brigar por uma vaga na próxima Libertadores. A formação do Parque São Jorge enfrentará neste sábado (7) o time que era dirigido por Vagner Mancini até o início do mês passado. O duelo com o Atlético-GO, a partir das 21h, no estádio Olímpico, em Goiânia (GO). Os adversários estão próximos na faixa intermediária da tabela de classificação. O Corinthians soma 24 pontos, contra 22 da equipe goiana. No confronto do primeiro turno, em São Paulo, houve empate por 0 a 0. Em recuperação, o Corinthians vai em busca da terceira vitória consecutiva. Depois de rodear a zona de rebaixamento, o time paulista conseguiu pontos importantes após a chegada de Vagner Mancini e no momento ocupa o 11º lugar, com 24 pontos. Nas últimas quatro rodadas, o Corinthians somou nove pontos e vem de um triunfo sobre o líder Internacional por 1 a 0, na Neo Química Arena. O técnico Vagner Mancini contará com os retornos de Otero e Fábio Santos, que não atuaram contra o América-MG, pois já haviam defendido o Atlético-MG na Copa do Brasil. Em contrapartida, o treinador não contará com o meio-campista Cazares, que sofreu uma contusão na coxa esquerda no confronto contra o Coelho e ficará cerca de um mês fora dos gramados. Mateus Vital e Luan brigam pela posição do equatoriano. Além disso, o volante Cantillo, que entrou bem no último jogo, pode ficar com a vaga de Éderson. Do outro lado, o Atlético-GO reencontra justamente o treinador com o qual iniciou a campanha no Brasileiro. Desde que Mancini deixou o clube, porém, os resultados não têm sido satisfatórios. A equipe ganhou a primeira partida contra o Santos, na Vila Belmiro, mas na sequência só somou um ponto em nove disputados. ATLÉTICO-GO Jean; Dudu, Gilvan, Oliveira, Nicolas; Marlon Freitas, Willian Maranhão, Chico, Matheus Vargas (Wellington Rato); Zé Roberto, Ferrareis. T.: Eduardo Souza CORINTHIANS Cássio; Fagner, Marllon, Gil, Fábio Santos; Xavier, Éderson (Cantillo), Ramiro, Otero, Mateus Vital; Matheus Davó. T.: Vagner Mancini Estádio: Olímpico, em Goiânia (GO) Horário: 21h deste sábado Juiz: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)