Corinthians de Carille repete o de Tite com solidez e poucos gols sofridos

DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Fábio Carille não faz mistério em relação à estratégia adotada no início de trabalho à frente do Corinthians. Segundo o treinador, é preciso inicialmente dar solidez ao setor defensivo. Até aqui, ele tem conseguido fazer isso e, de quebra, repetir o desempenho de Tite como técnico corintiano nos últimos anos.

Em nove jogos oficiais, o Corinthians sofreu apenas quatro gols, mesmo número de 2016 e 2012, quando o atual técnico da seleção brasileira comandava o time de Parque São Jorge. Na temporada 2015, também com Tite, a equipe alvinegra registrou o melhor desempenho das últimas dez temporadas: somente três gols nos primeiros nove confrontos oficiais.

Com Mano Menezes, o Corinthians era mais vazado. Em 2014, por exemplo, a equipe levou 14 gols no mesmo número de partidas - o Santos goleou time corintiano por 5 a 1 no fim de janeiro daquele ano.

Em outras três temporadas com o atual treinador do Cruzeiro, o Corinthians nunca chegou a ter o mesmo desempenho do time de Carille. Os corintianos sofreram sete gols em 2010, oito em 2009 e cinco em 2008.

Neste ano, o Corinthians mostra mais um ponto positivo em relação à defesa. O setor passou em branco em sete dos nove duelos. Os gols sofridos foram marcados na derrota por 2 a 0 para o Santo André e na vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol.

Nesse triunfo, a defesa do Corinthians foi composta pelos zagueiros Pedro Henrique e Pablo. Balbuena, titular da equipe, foi poupado por Carille. O paraguaio voltou ao time no clássico contra o Santos no último sábado, quando os corintianos venceram por 1 a 0.

O Corinthians é dono da melhor campanha do Campeonato Paulista, com 18 pontos em sete jogos. A defesa sofreu quatro gols. Na Copa do Brasil, a equipe ainda não foi vazada nos dois jogos que disputou - a equipe venceu a Caldense por 1 a 0 e eliminou o Brusque nos pênaltis após um empate sem gols.

Em nove jogos, o Corinthians de Carille venceu sete jogos, mesma marca alcançada por Tite em 2015 e 2016. Nas duas temporadas, o time empatou os outros dois jogos. Agora, a equipe soma um empate, além de uma derrota.

Gols sofridos após nove jogos oficiais:

2017: 4 (Fábio Carille)

2016: 4 (Tite)

2015: 3 (Tite)

2014: 14 (Mano Menezes)

2013: 8 (Tite)

2012: 4 (Tite)

2011: 6 (Tite)

2010: 7 (Mano Menezes)

2009: 8 (Mano Menezes)

2008: 5 (Mano Menezes)