Corinthians busca informações sobre Tite, mas é desanimado


A diretoria do Corinthians conversou com algumas pessoas próximas ao técnico Tite, da Seleção Brasileira, sobre os planos do treinador após a Copa do Mundo. O intuito da sondagem era colocar de vez o profissional no radar em caso de saída de Vítor Pereira, mas as respostas recebidas pela cúpula do Timão foram desanimadoras.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

Tite, durante treino do Corinthians nesta terça-feira (Foto: Daniel Augusto Jr)
Tite, durante treino do Corinthians nesta terça-feira (Foto: Daniel Augusto Jr)

Tite durante passagem recente como técnico do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr)

De acordo com as informações coletadas, Tite não cogita trabalhar no Brasil no ano que vem. Ele sequer vai conversar com clubes interessados, nem mesmo o Corinthians, que é a equipe que ele mais tem identificação no cenário nacional. A ideia da direção corintiana era justamente usar desse apelo para fazer com que o treinador considerasse o retorno, o que não vai acontecer.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

- Não vou trabalhar no Brasil no ano que vem, definitivamente. "Ah, reconsiderei porque...", não, não tem reconsiderar, assim como existem etapas, a Seleção Brasileira tem que criar novas lideranças, tem uma geração de técnicos muito bons - disse Tite em entrevista exclusiva ao LANCE!, no último dia 14 de outubro.

Com esses indicativos, a volta de Tite foi praticamente descartada em caso de saída de Vítor Pereira. A conclusão é que não valerá um novo desgaste, já que o clube tem ‘puxado a corda’ ao máximo com VP, a fim de ganhar tempo para que o português convença a sua família sobre o desejo de ficar mais uma temporada no Coringão.

Além disso, o departamento de futebol corintiano vai intensificar o seu trabalho em busca da montagem do elenco para o ano que vem durante a disputa da Copa do Mundo, período em que Tite estará focado com a Seleção Brasileira.

O treinador da Amarelinha ainda não sabe o que fará após a Copa do Mundo. São duas opções: tirar um ano sabático para ficar próximo à família e fazer alguns cursos fora do Brasil ou avaliar alguns projetos na Europa, caso seja procurado.

Com Tite como 'carta fora do baralho' o favorito da direção corintiana para assumir o clube em caso de saída de Vítor Pereira é o argentino Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza. No entanto, os corintianos não farão propostas para profissional algum sem antes o seu técnico atual não bater o martelo sobre o seu futuro.