Corinthians de berço! Conheça a história de Rodrigo Varanda, novo xodó da Fiel

Fábio Lázaro
·3 minuto de leitura


A sensação do Corinthians neste início de temporada tem nome e sobrenome: Rodrigo Varanda. No clube desde os cinco anos de idade, o atacante de 18 anos foi promovido aos profissionais corintianos para a disputa do Campeonato Paulista, teve a oportunidade de ser titular na estreia do clube na competição e marcou pela primeira vez no time principal justamente no clássico contra o Palmeiras, na última quarta-feira (5), pela primeira rodada do Estadual, na Neo Química Arena, jogo que terminou empatado em 2 a 2.

Rodrigo Varanda
Rodrigo Varanda

(Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)

Com um início de ano avassalador, ainda não caiu a ficha que o menino já virou o novo xodó da Fiel, principalmente após anotar o tento que deu igualdade ao marcador - o Timão iniciou perdendo por 2 a 0 para o arquirrival.

E a ligação de Varanda com o time de Parque São Jorge vem de berço, e isso vai além dele ter chego ao clube aos seis anos, após passar em uma peneira com outros 300 jogadores, onde apenas ele e mais quatro se destacaram. O seu pai, Rogério, trabalhava em semáforos perto da sede corintiana e sonhava que o filho vestisse o manto alvinegro.

- Meu pai sempre trabalhou no farol perto do Parque São Jorge e o meu vô, do lado do meu pai, jogou no Corinthians. Era um sonho do meu pai. Aí ele me viu jogando na rua com os meninos, sempre joguei com os meninos mais velhos na rua, ele achou que eu tinha potencial e me levou pra fazer o teste no Corinthians, que era o sonho dele. Graças a Deus eu fiquei - disse Varanda em entrevista a Corinthians TV.

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos

Trajetória no Corinthians

Desde o fraldinha no Corinthians, Rodrigo Varanda foi crescendo aos poucos no time alvinegro. De categoria em categoria, o atacante ficou mais próximo de realizar o sonho da sua família: se profissionalizar no Timão.

Nem mesmo o namoro do futebol europeu tirou do atleta o foco de defender as cores do seu time de coração.

- Tive bastante (propostas) na base. É o time que estou desde pequenininho e eu sonho fazer história nesse time - afirmou Rodrigo.

Chegada ao profissional

Integrado ao elenco principal logo após o fim do Campeonato Brasileiro, relacionado e titular no primeiro jogo do Timão na temporada de 2021, o empate em 0 a 0 contra o Red Bull Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança, na estreia corintiana no Paulistão, o jogador admite que os veteranos pegariam no seu pé após a sua chegada ao profissional, mas não foi o que aconteceu.

De acordo com a prata da casa, ele foi recebido com moral pelos companheiros de clube, e destacou o venezuelano Otero nessa parceria.

- Me trataram bem. Fizeram bastante brincadeiras comigo, Mandaram eu ficar a vontade. Otero me deu bastante moral, esse feio - externou o atacante.

- Me senti em casa. Achei que ia ser mais duro, como estava subindo da base, ia ser mais chato, mas eles me deram moral, todos do grupo - completou.

Próximos passos

De vez como atleta profissional do Corinthians, Rodrigo Varanda terá que buscar agora a sua primeira vitória pelo clube, que vive uma sequência de sete partidas sem vencer, tendo as duas últimas, com o jovem em campo, terminadas em empate.

Para mudar esse cenário, neste domingo (7), às 11h, o Timão encara um adversário tradicional pela terceira rodada do Campeonato Paulista, a Ponte Preta, na Neo Química Arena.

Com as inúmeras baixas no elenco, muito pelo surto de Covid-19 no qual o grupo foi acometido, afetando 10 atletas, e alguma dúvidas, como o atacante Gustavo Mosquito, que se recupera de um trauma no joelho, uma nova oportunidade tende a ser dada para Varanda no duelo contra a Macaca.