Corinthians apresenta déficit de R$ 94,9 milhões no 1° semestre de 2019

Yago Rudá
LANCE!
Presidente Andrés Sanchez é o responsável pela gestão do Corinthians (Foto: Peter Leone/O Fotográfico/Lancepress!)
Presidente Andrés Sanchez é o responsável pela gestão do Corinthians (Foto: Peter Leone/O Fotográfico/Lancepress!)


A diretoria do Corinthians divulgou, na tarde desta terça-feira, o balancete do primeiro semestre desta temporada, fechado no mês de junho. Segundo as informações contidas no documento, o clube do Parque São Jorge teve um déficit de R$ 94,9 milhões de reais. O departamento de futebol é responsável por R$ 68,4 milhões deste valor.

É a primeira vez no ano que o Corinthians divulga suas demonstrações contábeis neste ano. A delicada situação financeira do Timão, no entanto, não é novidade alguma. Vale lembrar que o Alvinegro não vendeu nenhum nome de destaque de seu elenco e aguarda o depósito de parte considerável do dinheiro das cotas de televisão caírem em seus cofres.

Mesmo assim, as projeções não são boas. De acordo com o documento publicado nesta tarde, o Corinthians arrecadou mais de R$ 91,87 milhões com direitos de transmissão - sua maior fonte de receita. Entretanto, apenas com o pagamento de atletas, comissão técnica e demais funcionários nos seis primeiros meses do ano, o clube desembolsou mais de R$ 113 milhões (veja abaixo de forma detalhada).

Vale lembrar que a dívida do empréstimo com a Caixa Econômica Federal para a construção da Arena Corinthians não entrou no balancete. A diretoria do Timão, presidida por Andrés Sanchez, negocia novos termos com o banco federal para o pagamento das parcelas. Por fim, o departamento social e os esportes amadores registraram déficit de R$ 26,5 milhões.

Inicialmente, a projeção da diretoria do Corinthians é encerrar o ano com superávit de R$ 650 mil ao fim da temporada.

TABELA
>Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro










Receitas do Departamento de Futebol:

- Direitos de transmissão de TV - R$ 91,871 milhões;
- Patrocínio e Publicidades - R$ 34,157 milhões;
- Premiações, Fiel Torcedor e Loterias - R$ 12,415 milhões
- Venda de Jogadores - R$ 21,052 milhões
- Arrecadação de Jogos - R$ 30,252 milhões

- Total líquido* - R$ 179,187 milhões

*descontados impostos e contribuições









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Despesas do Departamento de Futebol:

- Pessoal - R$ 113,039 milhões;
- Serviços de Terceiros - R$ 18,220 milhões;
- Gerais e Administrativos - R$ 8,531 milhões;
- Vendas e aquisições de atletas - R$ 3,184 milhões;
- Depreciação e Amortização de Direitos - R$ 34,818 milhões
- Repasse de Bilheteria (Fundo de pagamento da Arena) - R$ 20,341 milhões
- Futebol - R$ 14,712 milhões
- Rateio de despesas administrativas - R$ 6,255 milhões

Total de despesas operacionais - R$ 219,1 milhões










Déficit/Superávit Operacional do departamento de futebol antes das despesas/receitas financeiras e resultado não operacional:

- Despesas Financeiras Líquidas -

R$ 21,163 milhões
- Outras despesas - R$ 153 mil
- Despesas extraordinárias com a Arena Corinthians - R$ 7,478 milhões


Leia também