Corinthians aceita debater proposta de vaquinha virtual com a Gaviões da Fiel – entenda

Antonio Mota
·2 minuto de leitura

Embora tenha sido resistente em um primeiro momento, o Corinthians decidiu debater uma forma de viabilizar a vaquinha virtual proposta pela Gaviões da Fiel, maior torcida organizada do clube. Segundo informações do ge, o Timão recebeu o projeto da iniciativa na última quinta-feira e se mostrou reticente, mas, após mobilização da torcida, mudou de ideia.

De acordo com o site, o Alvinegro Paulista avaliou, em um primeiro momento, que seria mais vantajoso para o clube atrair mais membros para o Programa Fiel Torcedor do que a vaquinha. Porém, após inúmeras manifestações da torcida, o clube decidiu se reunir com a Gaviões para discutir o assunto com mais afinco.

Vale lembrar que a torcida uniformizada iniciou os planejamentos da ideia de arrecadas fundos para o pagamento do financiamento Neo Química Arena ainda no ano passado, antes mesmo das eleições do Corinthians.

Corinthians aceita debater vaquinha online com Gaviões da Fiel. | Miguel Schincariol/Getty Images
Corinthians aceita debater vaquinha online com Gaviões da Fiel. | Miguel Schincariol/Getty Images

“Agradeço o oferecimento da torcida em ajudar o clube a sair desta difícil situação financeira. Teremos, inclusive, um encontro com a Gaviões neste sentido. Nos próximos dias iremos discutir as diferentes ideias e apresentaremos um plano", publicou José Colagrossi, superintendente de marketing, comunicação e inovação do Corinthians, em seu Twitter, neste domingo (4).

Além de Colagrossi, líderes da Gaviões também vão se reunir com Osvaldo Neto e Fernando Yamada, diretor e gerente das categorias de base do Corinthians, respectivamente, nesta semana. A torcida organiza planeja ainda uma live em suas redes sociais com Wesley Melo, diretor financeiro do Timão.

Da dívida do Corinthians e a vaquinha

O Corinthians tem uma dívida de R$ 596 milhões junto à Caixa pela Arena. Deste total, R$ 300 milhões serão quitados com os valores dos naming rights do estádio nos próximos 20 anos. Os outros R$ 269 milhões precisarão ser pagos pelo clube até 2039.

Além da dívida da Neo Química Arena, o Alvinegro Paulista ainda tem uma dívida de cerca de R$ 1 bilhão.

A Gaviões da Fiel quer ajudar o Corinthians, no entanto, por transferência e responsabilidade, quer que o dinheiro vá direto para a Caixa, sem nenhum contato com o clube ou com a própria uniformizada.

“Não tem aquele negócio dos impostos ("Impostômetro"), no centro de São Paulo? A gente quer ter uma parada dessas no Parque São Jorge para todo mundo ver o tanto de dinheiro que está entrando e para o que é. Quando nosso povo olhar que a parada é transparente e o dinheiro vai direto para a Caixa, a coisa vai funcionar”, declarou Rodrigo Gonzalez Tapia, o popular Digão, presidente da Gaviões da Fiel.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique aqui.