Diretoria do Corinthians quer observar o elenco no Paulistão antes de buscar reforços


O Corinthians mantém a cautela na busca por reforços no mercado. Até o momento, o entendimento no clube é observar a evolução da equipe no Campeonato Paulista e ao mesmo tempo ficar de olho em relação a oportunidades que possam surgir e possíveis necessidades que ocorram no decorrer deste início de ano.

Para o começo desta temporada, as únicas posições que o departamento de futebol reforçou foram aquelas em que via alguma carência: a lateral-esquerda e o ataque. A primeira, por conta das saídas de Lucas Piton para o Vasco e da não renovação do contrato com Bruno Melo, que estava emprestado pelo Fortaleza. Já a segunda, decorrente da lesão sofrida por Gustavo Mosquito no fim do ano passado. O jogador operou o ligamento cruzado do joelho direito e só voltará aos gramados no segundo semestre. Assim, foram contratados Matheus Bidu e Ángel Romero, respectivamente.

+ Com gols e assistências, Yuri Alberto e Róger Guedes são os “caras” da vitória do Corinthians sobre o Água Santa

A dupla de reforços, inclusive, estreou com a camisa corintiana nesta quarta-feira (18), quando o a equipe venceu o Água Santa, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, na Neo Química Arena. Romero está na sua segunda passagem pelo clube alvinegro.

+ Confira as movimentações do Mercado da Bola no vaivém do L!

Enquanto isso, atletas são oferecidos diariamente, mas a direção corintiana adota cautela na evolução de qualquer situação. Até mesmo nomes que estão no radar, como o do meio-campista Matheus Pereira, do Al Hilal, da Arábia Saudita, não ultrapassaram o campo das sondagens até o momento. Geralmente, o próprio presidente Duílio Monteiro Alves tem tomado a frente dessas situações.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os jogos da competição nacional

Matheus Pereira - Al-Hilal
Matheus Pereira - Al-Hilal

Há chances do meia Matheus Pereira, do Al Hilal, pintar no Timão nesta temporada (Foto: Divulgação/Al-Hilal)

No caso de Pereira, há o aguardo para saber se ele ficará livre no mercado nos próximos dias. O jogador pode tentar a liberação contratual com o clube árabe por alguns descumprimentos de acordos. Se isso acontecer, existe a chance do Timão tentar adquiri-lo. Esse, inclusive, é um modelo de negócio que agrada a diretoria, pois o atleta é contratado sem custos. O problema é que a situação pode se tornar um leilão, pois Botafogo e Cruzeiro também monitoram a situação do atleta. O Palmeiras buscou algumas informações, mas a postura do clube não indica que ele vá a fundo em busca do meio-campista.