Corinthians é condenado a pagar R$ 1,2 milhão para entidade de atletas

LANCE!
·1 minuto de leitura


Na última terça-feira, a Justiça de São Paulo condenou o Corinthians, em primeira instância, a pagar R$1.265.364,99 para a FAAP (Federação das Associações de Atletas Profissionais). O clube ainda pode recorrer, mas não contestou a ação no primeiro momento. A informação foi publicada primeiramente pelo UOL e confirmada pelo LANCE!.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2021 clicando aqui

GALERIA
> Veja quem é o goleador máximo do seu clube neste século

O processo foi movido pela entidade em 2020, quando alegou que o Timão deixou de pagar uma quantia de 0,5% em cima dos salários dos atletas. Esse valor é previsto em lei. Se o jogador recebe R$ 100 mil, o clube precisa pagar R$ 500 reais mensais para a FAAP, o que não acontece desde o ano passado.

Segundo o juiz responsável pelo caso, o Corinthians não apresentou contestação para a ação, o que para o magistrado, baseado no Código de Processo Civil, implica em assumir a veracidade dos fatos apresentados.

No processo, o juiz ainda determinou que o valor será corrigido monetariamente a partir de 16 de março de 2020 com juros de mora. Além disso, o Timão precisará pagar R$ 1 mil em custos processuais e honorários. Cabe recurso ao clube, que ainda não se manifestou sobre o assunto.