Corey Anderson abaixa o tom e admite esperar por disputa de cinturão do UFC

Corey Anderson vem de quatro vitórias consecutivas no UFC – Jason Silva/ PXImages

Logo após atropelar Johnny Walker em pouco mais de dois minutos, em combate válido pelo UFC Nova York, no último sábado (2), Corey Anderson cobrou da organização uma chance pelo cinturão meio-pesado (93 kg), atualmente em posse de Jon Jones. O lutador, extremamente irritado com o tratamento dispensado a ele, chegou, até mesmo, a solicitar sua liberação contratual caso não fosse confirmado como próximo desafiante ao título da categoria. Porém, depois da adrenalina baixar, o americano mudou um pouco o tom de seu discurso e afirmou que tudo não passou de um mal-entendido.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ao site ‘MMA Fighting’, Corey explicou que seu ultimato ao UFC não era em relação a ser o próximo desafiante ao cinturão meio-pesado da organização, mas, sim, em ter a chance pelo título em sua próxima luta. Apesar de manter sua posição de que merece uma oportunidade contra Jon Jones, Anderson admitiu que aceitaria esperar por uma possível disputa entre o campeão e Dominick Reyes, duelo já especulado por Dana White – presidente do Ultimate –, antes de conquistar seu sonhado ‘title shot’.

“Preciso esclarecer isso. (…) A entrevista nos bastidores eles (imprensa) disseram: ‘O que você quer na sequência?’. E eu disse que queria uma luta pelo título. Eu quero Jon Jones na minha próxima luta. Aí, eles mencionaram Dominick Reyes, e eu disse 100%, Dominick Reyes tem feito seu trabalho, colocou seu tempo. Eu queria enfrentá-lo, mas ele conquistou essa luta também. Não estou com pressa de lutar pelo título agora”, afirmou Corey Anderson, antes de completar.

“Se Jon Jones quer lutar com Dominick Reyes em dezembro ou janeiro, está tudo bem. Eu vou pegar o vencedor (dessa luta). Aí, isso (a entrevista) foi para: ‘Mas e se eles (UFC) tentarem pegar um desses caras novos, impulsionarem eles nos rankings e os colocarem na sua frente? E se depois de Dominick Reyes eles te empurrarem de volta na fila, o que você faria?’ Foi quando eu disse, se eles forem fazer isso comigo, então me liberem (do contrato). Fora isso, eu estou disposto a esperar minha vez. Mas eu quero lutar pelo cinturão na próxima (luta)”, concluiu o americano.

Campeão da décima nona edição do reality show ‘The Ultimate Fighter’, Corey Anderson – atualmente na quinta posição do ranking meio-pesado – vem de quatro triunfos consecutivos no octógono, sua melhor sequência desde que estreou na organização, em julho de 2014. Já Dominick Reyes possui uma ascensão meteórica no UFC, no qual debutou em 2017, com seis vitórias seguidas. Quarto colocado no top 15 da divisão, o atleta segue invicto em sua carreira profissional após 12 combates.

Leia também