Corentin Tolisso - Conheça a canivete suíço do Lyon, desejado por Napoli, Juventus, Barcelona e Arsenal

A janela de transferências de verão (europeu), para o Lyon, em 2016/17, será tentando segurar um jogador e não tentando contratar novos jogadores.

Todas as estrelas de topo da equipe podem sair, embora o clube queira manter eles para a Champions League. Alexandre Lacazette e Corentin Tolisso, os principais nomes, por enquanto, decidiram permanecer no time de Bruno Genesio.

Lacazette pode ter sido o jogador a conquistar os aplausos no Parc OL, tendo desfrutado de outra grande temporada na Ligue 1, mas Tolisso tem sido tão vital quanto para o avanço da temporada.

Na verdade, quando o Lyon conseguiu uma vitória por 2 a 1 sobre o Besiktas na primeira mão das quartas de final da Liga Europa, na quinta-feira (13), foi o meio-campista a grande estrela.

O jovem de 22 anos, cujos antepassados ​​são originários de Reunion Island, tem sido uma espécie de canivete suíço no Lyon, desde que estreou em agosto de 2013, tendo jogado em várias posições e tendo realizado uma multiplicidade de papéis.

"É um luxo ter um jogador como ele, porque onde quer que ele jogue no campo, ele joga bem", explicou Genesio no início desta temporada. "Ele tem qualidades acima da média e ele está ganhando destaque agora", afirmou ele.

"Coco" invadiu a equipe em meio a uma grande crise de lesões, e foi freqüentemente usado como um lateral direito. Desde estes dias, no entanto, ele avançou no campo, tanto literal como metaforicamente.

Corentin Tolisso Angel Di Maria PSG Lyon Ligue 1 19032017

(Foto: Getty Images)

Capaz de jogar pelo lado do campo, mas também no meio-campo e até como um falso nove, Tolisso tornou-se um dos jogadores mais valiosos na Ligue 1. No entanto, é no coração do meio-campo que Stephane Roche, que o treinou na juventude, vê ele sendo mais eficaz.

"Às vezes perto da defesa e em outrss em apoio ao ataque", disse o treinador da base do Lyon. "Ele é tão completo", continuou ele.

A decisão de Tolisso de evitar os avanços de Napoli no verão (europeu) passado, com os italianos tendo oferecido ao Lyon exatos 37,5 milhões de euros por seus serviços.

Quando ele estrou pela França, contra a Espanha, em março, foi especulada uma transferência para a Juventus, enquanto Barcelona e Arsenal também foram mencionados como possíveis destinos no seu futuro.

Uma saída de Lyon, onde jogou desde que ele tinha 13 anos, é uma possibilidade, mas que não faz Tolisso ter pressa.

"Eu quero continuar a melhorar, e eu vou ver o que acontece, se é com o Lyon ou não", disse recentemente à RMC.

"Meu principal objetivo é ir para a Copa do Mundo com a França, e para isso eu tenho que estar na melhor condição possível. Se vou ficar, será porque decidi que será a melhor opção para ir à Copa do Mundo", continuou ele.

Corentin Tolisso Lyon AS Roma Europa League 09032017

(Foto: Getty Images)

Tudo tem acontecido muito rapidamente para Tolisso. Ele desempenhou um papel vital na campanha de Lyon, de curta duração, mas bastante promissora, durante a qual quase eliminaram a Juve, que ficaram impressionados com o gol que o francês marcou contra eles em Turim.

Ele chegou a ser capitão do clube na ausência de Maxime Gonalons e de Alexandre Lacazette.

Durante o último ano, ele cresceu em todos os sentidos, segundo o seu pai, Vicente, testemunhou ao L'Equipe. "O episódio de Napoli o tornou consciente de seu valor", explicou ele. "Ele disse: 'Se um clube como esse está interessado em mim, eu devo ser um bom jogador'".

Tolisso há muito tempo deixou de ser simplesmente "bom" e o Lyon está bem ciente disso. Ele pode não estar nas manchetes internacionais como Lacazette, mas ele é tão importante para o seu time e é provável que isso seja refletido em sua taxa de transferência quando ele partir para outro clube.