Copa Shell HB20 entra na reta final em pista mais "democrática" do calendário

Redação Motorsport.com
·3 minuto de leitura

Pela terceira vez - e a mais decisiva delas - em 2020, a Copa Shell HB20 desembarca em Goiânia para a disputa da sétima e penúltima etapa da temporada. As duas corridas no Autódromo Internacional serão vitais para as pretensões daqueles que pretendem ser candidatos aos títulos das divisões Pro e Super na grande decisão dos dias 12 e 13 de dezembro em Interlagos.

Além de tentarem conquistar o máximo de pontos nas provas, os pilotos também terão de trabalhar com a calculadora, uma vez que o regulamento desportivo obriga o descarte dos quatro piores resultados, o que divide um pouco os sentimentos: por um lado, é bom para os que tiveram algum tipo de problema em alguma corrida; por outro, os mais regulares têm de abrir mão de pontos que podem fazer a diferença no fim.

Sem pensar muito em contas, o atual líder do campeonato, Diego Ramos, que até o momento descarta 12 pontos, quer tentar ser o primeiro do grid a vencer duas vezes em Goiás - feito que nenhum piloto da Pro conseguiu em oito corridas já disputadas desde o ano passado.

"Chego para a etapa de Goiânia bem confiante”, disse o piloto da Shell. “É a pista na qual mais andamos no campeonato deste ano. Uma pista em que consegui uma vitória e andei superbem, então estou muito confiante. Vamos para cima e tentar manter a liderança do campeonato para a última etapa, em Interlagos", destacou.

Já na Super, o atual líder do campeonato, Edgar Colamarino, pretende repetir o domínio avassalador das duas primeiras etapas, quando venceu duas corridas e somou quatro pódios. Assim como Ramos na Pro, Colamarino tem 119 pontos no geral, mas a disputa atrás dele é intensa, com Antonio Junqueira (108), Rafael/Leonardo Reis (106) e Keka Teixeira (104) loucos por um imprevisto de Edgar, como aconteceu na primeira corrida da etapa de Curitiba, quando Colamarino teve de trocar o carro e fechou a etapa com apenas quatro pontos somados.

Em relação à lista de inscritos, algumas novidades: na Pro, Eduardo Berlanda será o parceiro de Cassio Cortes, enquanto seu irmão Juninho substitui Chris Bornemann, que está infectado com o coronavírus mas está assintomático e passa bem, o mesmo acontecendo com Edu Doriguel, fazendo com que Alberto Cattucci corra sozinho. Outra baixa é Felipe Carvalho, que não competirá por questões profissionais.

Na Super, a única representante feminina na pista, Thaline Chicoski competirá sozinha as etapas finais e passa a usar o #88, enquanto seu agora ex-parceiro Pedro Perdoncini busca apoio financeiro para seguir na categoria. Assim como Chris Bornemann, Edson Reis e Marcelo Giarreta, dois pilotos em ascensão na Super, terão de ficar de fora deste fim de semana por também estarem infectados pelo coronavírus.

Competindo junto com a Stock Car e a Stock Light neste fim de semana, a Copa Shell HB20 mantém sua programação padrão, com a sexta tendo três treinos livres, o sábado contando com a tomada de tempos e a primeira corrida e o domingo fechando a programação.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Veja como a sujeira do GP da Turquia revelou os 'segredos' aerodinâmicos dos carros da Fórmula 1

PODCAST: Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

Your browser does not support the audio element.