Copa do Nordeste: CSA vence Santa Cruz fora de casa e segue na briga pelo mata-mata

Futebol Latino
·4 minuto de leitura


O CSA venceu o Santa Cruz, no Estádio do Arruda, na noite deste sábado (20), pela 5ª rodada da Copa do Nordeste, por 2 a 1, com gols do atacante Dellatorre. Chiquinho descontou para os pernambucanos.

Com a vitória, o CSA chega aos 6 pontos e entra na zona de classificação para o mata-mata da Copa do Nordeste. Em contrapartida, o Santa Cruz acumula a quarta derrota seguida e segue com o pior ataque da competição, com apenas um gol marcado.

PRIMEIRO TEMPO

A etapa inicial de Santa Cruz x CSA foi bastante movimentada - tanto que as redes foram balançadas pela primeira vez logo aos quatro minutos de jogo.

Em saída de bola errada do Santa Cruz, Iury Castilho cruzou na cabeça de Dellatorre, que livre, cabeceou no canto esquerdo do goleiro Jordan que até tentou, mas não chegou na bola.

A resposta do Santa Cruz veio aos 12 minutos e também após um erro na saída de bola. Em jogada pela esquerda, o lateral Alan Cardoso deu um bonito chapéu em Cristovam e chutou quase sem ângulo para uma linda defesa do goleiro Thiago Rodrigues.

Aos 22 foi a vez do CSA chegar novamente com perigo. Em jogada individual, Silvinho limpou a marcação e chutou para boa defesa de Jordan, que colocou a bola para escanteio.

E foi na jogada do escanteio que o Azulão quase aumentou o placar. Em escanteio cobrado por Gabriel na primeira trave, Fabrício desviou para trás, o artilheiro Dellatorre ajeitou e Yuri Castilho - na pequena área - chutou por cima do gol.

O CSA chegou novamente com perigo aos 30 minutos. Em bonita jogada trabalhada de pé em pé desde o campo de defesa, Vitor Costa recebeu de Silvinho dentro da área e chutou cruzado para boa defesa de Jordan.

Dono do jogo, o Azulão levou perigo novamente aos 34 minutos. Em jogada pela direita após mais um erro na defesa do Santa, Iury Castilho cruzou para área, a defesa afastou errado e Rodrigo Pimpão chutou para defesa de Jordan. No rebote dentro da pequena área, Dellatorre tentou, mas não conseguiu controlar a bola.

A resposta do Santa Cruz para toda pressão do CSA veio aos 38 minutos. Em bonita jogada individual, Madson saiu da marcação de dois defensores, invadiu a área e chutou para boa defesa de Thiago Rodrigues.

SEGUNDO TEMPO

A etapa complementar não começou na mesma velocidade que a inicial, mas a primeira grande chance de gol já se resultou na mudança do placar em uma linda jogada.

Aos sete minutos, Dellatorre recebeu dentro da área, tocou de letra para Rodrigo Pimpão, a bola sobrou para o artilheiro que chutou na gaveta do goleiro Jordan que nada conseguiu fazer.

Aproveitando o baque no time do Santa Cruz, o CSA chegou de novo com muito perigo aos nove minutos. Em bonita saída de contra-ataque, Rodrigo Pimpão cruzou na pequena área e Jordan se esticou para evitar que a bola chegasse em Iury Castilho sem marcação.

Aos 41 minutos o jogo voltou a esquentar. Em uma atrapalhada do zagueiro Fabrício, Arian recuperou a bola, invadiu a área e foi derrubado por Thiago Rodrigues. Na cobrança do pênalti, Chiquinho chutou forte no canto esquerdo sem chances para o goleiro do Azulão.

Próximos jogos

Santa Cruz e CSA voltam aos gramados pela Copa do Nordeste na próxima terça-feira (23), às 21h30 (de Brasília) em partidas válidas pela 5ª rodada do torneio. Enquanto o time pernambucano visita o Fortaleza, os alagoanos recebem o Bahia.

FICHA TÉCNICA
CSA 2 X 1 SANTA CRUZ


Local: Estádio do Arruda, Pernambuco
Data: 20 de março de 2021, sábado
Horário: 18h15 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (PB)
Assistentes: Oberto da Silva Santos (PB) e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (PB)
Cartões amarelos: William Alves (SCZ); Gabriel, Fabrício, Thiago Rodrigues (CSA)

Gols: Dellatorre, aos quatro minutos do primeiro tempo (0-1); Dellatorre aos sete minutos do segundo tempo (0-2); Chiquinho aos 41 minutos do segundo tempo (1-2)

Santa Cruz: Jordan; Augusto Potiguar, William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso; Caetano (Ítalo Henrique), Karl (João Cardoso) e Chiquinho; Madson (Arian), Pipico (Felipe Almeida) e Léo Gaúcho (Marcel). Técnico: João Brigatti.

CSA: Thiago Rodrigues; Norberto (Cristovam), Lucão, Fabrício e Vitor Costa; Geovane, Gabriel (Ítalo), Silvinho (Marco Túlio) e Rodrigo Pimpão (Silas); Iury e Dellatorre (Bruno Mota). Técnico: Mozart.