Copa do Mundo: Klinsmann critica postura do Irã e gera forte reação da federação


Os comentários polêmicos do ex-jogador Jurgen Klinsmann a respeito do Irã resultaram em uma resposta pesada dos iranianos. À BBC, o alemão acusou a equipe de pressionar a arbitragem no jogo diante de País de Gales, pela Copa do Mundo, dizendo que "é parte da cultura do país". Além disso, completou afirmando que por isso Queiroz deu certo no comando da seleção.

- Faz parte da cultura deles, da forma como jogam. O Carlos encaixa muito bem nesta seleção nacional e na sua cultura. Não é uma coincidência. É tudo de propósito. Faz parte da cultura deles, é assim que jogam - declarou.

Para Klinsmann, as atitudes dos atletas, em campo e no banco de reservas, prejudicaram os adversários. Para ele, isso definiu o resultado final.

- Eles pressionam o árbitro. Basta ver o banco, a forma como saltavam em cima do assistente e do quarto árbitro. Há muita coisa que não se vê. Esta é a cultura deles, eles meio que tiram o foco. Fazem com que você perca a concentração e isso é algo importante. E aí te tiram do jogo - completou.

+ Pulisic exalta postura dos Estados Unidos em empate com Inglaterra: 'Atuação sólida'

As fortes declarações do ídolo da Alemanha soaram de forma ofensiva para o técnico português Carlos Queiroz, comandante do time iraniano. Nas redes sociais, o lusitano respondeu o ex-jogador, de forma firme, por meio de uma longa carta.

- Caro Jurgen, você tomou a iniciativa de me chamar de Carlos, então acredito que seja apropriado chamá-lo de Jurgen. Certo? Mesmo não me conhecendo pessoalmente, você questiona meu caráter com um típico julgamento preconceituoso de superioridade. Não importa o quanto eu possa respeitar o que você fez dentro do campo, essas observações sobre a cultura iraniana, a seleção iraniana e meus jogadores são uma vergonha para o futebol - escreveu em parte da carta.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Queiroz relembrou ainda a ligação de Klinsmann com os Estados Unidos. O ex-atleta treinou a seleção do país entre 2011 e 2016. Ele pediu o desligamento do alemão da posição de consultor da Fifa no Mundial do Qatar.

- Como americano/alemão, entendemos seu não-apoio. Sem problemas. E apesar de seus comentários ultrajantes na BBC prometemos que não faremos nenhum julgamento sobre sua cultura, raízes e antecedentes e que você sempre será bem-vindo à nossa Família. Ao mesmo tempo, queremos apenas acompanhar com toda a atenção qual será a decisão da Fifa em relação à sua posição como membro do Grupo de Estudos Técnicos da Copa do Mundo Qatar 2022 - declarou em outra parte da carta.

Carlos Queiroz - técnico do Irã - Inglaterra x Irã
Carlos Queiroz - técnico do Irã - Inglaterra x Irã

Carlos Queiroz, técnico do Irã, em jogo diante da Inglaterra (Foto: EFE/EPA/Neil Hall)

VEJA A PUBLICAÇÃO COMPLETA DE QUEIROZ

"Caro Jurgen, você tomou a iniciativa de me chamar de Carlos, então acredito que seja apropriado chamá-lo de Jurgen. Certo? Mesmo não me conhecendo pessoalmente, você questiona meu caráter com um típico julgamento preconceituoso de superioridade. Não importa o quanto eu possa respeitar o que você fez dentro do campo, essas observações sobre a cultura iraniana, a seleção iraniana e meus jogadores são uma vergonha para o futebol. Ninguém pode ferir nossa integridade se não estiver no nosso nível, é claro. Mesmo assim, gostaríamos de convidá-lo a vir ao nosso acampamento da seleção nacional, conviver com os jogadores do Irã e aprender com eles sobre o país, o povo do Irã, os poetas e a arte, a álgebra, toda a tradição milenar cultura persa. E também ouvir dos nossos jogadores o quanto eles amam e respeitam o futebol.

Como americano/alemão, entendemos seu não-apoio. Sem problemas. E apesar de seus comentários ultrajantes na BBC tentando minar nossos esforços, sacrifícios e habilidades, prometemos que não faremos nenhum julgamento sobre sua cultura, raízes e antecedentes e que você sempre será bem-vindo à nossa Família. Ao mesmo tempo, queremos apenas acompanhar com toda a atenção qual será a decisão da Fifa em relação à sua posição como membro do Grupo de Estudos Técnicos da Copa do Mundo Qatar 2022. Porque, obviamente, esperamos que você se demita antes de visitar nosso acampamento"

+ Seleção do Irã deixa mensagem de agradecimento no vestiário após vitória sobre País de Gales

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

FEDERAÇÃO DO IRÃ SE POSICIONA

A Federação Iraniana também se manifestou sobre o caso. Em comunicado, reforçou o pedido de demissão do ex-atleta da função exercida na Fifa.

"A Federação de Futebol do Irã dirigiu-se hoje oficialmente à Fifa sobre o assunto das recentes declarações do Sr. Jurgen Klinsmann. Juntamente com várias considerações infelizes sobre a equipe e a equipe nacional do Irã, o Sr. Klinsmann fez julgamentos sobre a cultura iraniana. Klinsmann, membro do Grupo de Estudos Técnicos da Fifa, disse que na partida entre Irã e País de Gales, os jogadores e a equipe do Team Melli 'trabalharam o árbitro': 'Não é por coincidência, faz parte de sua cultura, como eles jogam. Eles trabalharam o árbitro', disse Klinsmann. A Federação de Futebol do Irã já pediu esclarecimentos imediatos à FIFA sobre este assunto, exigindo desculpas do Sr. Klinsman e renúncia de suas funções como membro do Grupo de Estudos Técnicos da FIFA. Ao mesmo tempo, a Seleção Nacional do Irã convida o Sr. Klinsmann para visitar o Team Melli Camp em Doha, para uma palestra sobre a milenar cultura persa e os valores do futebol e do esporte. Sendo alemão, está prometido que Klinsmann não será julgado pelo episódio mais vergonhoso da história da Copa do Mundo, a 'Desgraça de Gíjon 82', quando Alemanha Ocidental e Áustria empataram. Como ex-jogador, ele não será julgado por seus famosos mergulhos dramáticos. E com certeza, como profissional do futebol, não será julgado por nenhuma outra questão política ou histórica relacionada ao seu país. Nesta visita, será sugerido ao Sr. Klinsmann revisar os 99 minutos da última partida Irã x País de Gales, mesmo que a partida já tenha sido transmitida mundialmente, e para muitos reconhecida como uma das partidas mais justas e bonitas da história da Copa do Mundo"

O fato aquece o duelo decisivo entre Irã e EUA que acontece na próxima terça-feira, às 16h (de Brasília) e vale a vaga na próxima fase da Copa do Mundo. No momento, os iranianos têm três pontos, em segundo lugar no Grupo B. Uma posição abaixo e com um ponto a menos está a equipe americana.