Copa do Mundo: agenda de jogos do Grupo C, análise dos times e convocados


No terceiro dia de Copa do Mundo, as seleções do Grupo C estreiam na competição em busca. Na chave que tem Argentina, México, Polônia e Arábia Saudita, a equipe sul-americana é a grande favorita, mas o LANCE! preparou um guia sobre cada seleção.

A Albiceleste encara a Arábia Saudita nesta terça-feira, às 7h (horário de Brasília), enquanto México e Polônia se enfrentam no mesmo dia, mas às 13h (horário de Brasília). As equipes voltam aos gramados nos dias 26 e 30 de novembro.

VEJA A AGENDA DE JOGOS:

Primeira rodada:
Argentina x Arábia Saudita - 22/11 (7h)
​México x Polônia - 22/11 (13h)

Segunda rodada:
Polônia x Arábia Saudita - 26/11 (10h)
Argentina x México - 26/11 (16h)

Terceira rodada:
Polônia x Argentina - 30/11 (16h)
​Arábia Saudita x México - 30/11 (16h)

ARGENTINA

A Argentina chega na Copa do Mundo do Qatar como uma das grandes favoritas ao título. Liderada por Lionel Messi, a Albiceleste busca encerrar um jejum de títulos na competição que já dura 36 anos.

Segundo a imprensa "hermana", a equipe comandada por Lionel Scaloni tirou um peso das costas com as conquistar da Copa América 2021 e da Finalíssima. A Albiceleste vivia uma seca de conquistas que durava 28 anos, além de uma descrença após os vices na Copa do Mund0 2014, Copa América 2015 e Copa América 2016.

A grande dúvida com relação a Argentina se dá pela ausência de Giovani Lo Celso, meia que se lesionou pouco antes do Mundial. A equipe conta com Alexis Mac Allister e Papu Gómez como grandes favoritos para assumir o posto e buscar o tricampeonato com a Scaloneta, apelido dado à seleção de Lionel Scaloni.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS

Nas Eliminatórias da América do Sul, a Argentina conquistou sua vaga na Copa do Mundo sem grandes dificuldades. Em 17 partidas disputadas, a Albiceleste venceu 11 partidas e ficou com o segundo lugar na classificação. Apenas o Brasil ficou na frente do time de Lionel Scaloni.

CONVOCADOS

Goleiros: Emiliano Martínez, Gerónimo Rulli e Franco Armani

Defensores: Nahuel Molina, Gonzalo Montiel, Juan Foyth, Cristian Romero, Nicolás Otamendi, Lisandro Martínez, Germán Pezzella, Nicolás Tagliafico e Marcos Acuña

Meias: Leandro Paredes, Rodrigo de Paul, Guido Rodríguez, Alejandro Gómez, Enzo Fernández, Thiago Almada, Exequiel Palacios e Alexis Mac Allister

Atacantes: Lionel Messi, Lautaro Martínez, Paulo Dybala, Angel Di María, Julián Álvarez e Ángel Correa

TIME BASE: Emiliano Martínez; Nahuel Molina, Cristian Romero, Nicolás Otamendi e Marcos Acuña; Leandro Paredes, Rodrigo de Paul e Alexis Mac Allister; Lionel Messi, Lautaro Martínez e Ángel Di Maria

Argentina x Jamaica - Lionel Messi
Argentina x Jamaica - Lionel Messi

Em sua última Copa do Mundo, Messi busca tri com a Argentina (ANDRES KUDACKI / AFP)

MÉXICO

O México chega em sua 17ª Copa do Mundo lutando por uma vaga nas oitavas de final. A equipe da América Central tem como sua principal concorrente a Polônia, mas os latinos contam com a experiência de Guillermo Ochoa e Andrés Guardado para avançar de fase.

Além dos veteranos, a equipe comandada por Tata Martino também possui uma geração talentosa. No ataque, os mexicanos contam com Hirving Lozano, jogador do Napoli, e Raúl Jiménez, centroavante do Wolverhampton.

Antes da Copa do Mundial, o México sofreu uma baixa importante com a lesão de Jesús Corona. O meia do Sevilla rompeu os ligamentos do tornozelo durante um treinamento do clube espanhol e só deve se voltar a jogar em 2023.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS

Nas Eliminatórias da Concacaf, o México conseguiu uma boa campanha e avançou com a segunda melhor campanha geral. A seleção conquistou oito vitórias em 14 jogos e ficou atrás do Canadá pelo critério do saldo de gols.

CONVOCADOS

Goleiros: Guillermo Ochoa, Rodolfo Cota e Alfredo Talavera

Defensores: Kevin Álvarez, Néstor Araujo, Gerardo Arteaga, Jesús Gallardo, Héctor Moreno, César Montes, Jorge Sánchez e Johan Vásquez

Meias: Edson Álvarez, Roberto Alvarado, Uriel Antuna, Luis Chávez, Andrés Guardado, Erick Gutiérrez, Héctor Herrera, Orbelín Pineda, Carlos Rodríguez e Luis Romo

Atacantes: Rogelio Funes Mori, Raúl Jiménez, Hirving Lozano, Henry Martín e Alexis Vega

TIME BASE: Guillermo Ochoa; Jorge Sánchez, César Montes, Héctor Moreno, Jesús Gallardo; Edson Álvarez, Héctor Herrera e Luis Chávez; Hirving Lozano, Raúl Jiménez e Alexis Vega

Guillermo Ochoa - México
Guillermo Ochoa - México

Guillermo Ochoa irá disputar seu 5º Mundial (YURI CORTEZ / AFP)

POLÔNIA

​Após uma campanha decepcionante na Copa do Mundo 2018, a Polônia busca uma redenção no Qatar. Liderada em campo por Robert Lewandowski, vencedor do prêmio The Best da Fifa, em 2020, a equipe de Czesław Michniewicz busca avançar às oitavas de final.

Além do centroavante do Barcelona, a equipe também conta com outros protagonistas dentro do elenco, como o goleiro Wojciech Szczesny, o meia Piotr Zielinski e os atacantes Arkadiusz Milik e Krzysztof Piatek.

Vale lembrar que o ano de 2022 da Polônia começou de forma conturbada devido a saída de Paulo Sousa para o Flamengo. Com isso, a seleção precisou buscar a chegada de Czesław Michniewicz com pouco tempo de preparação para a Copa do Mundo.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS

Na fase de grupos das Eliminatórias da Europa, a Polônia ficou com a vice-liderança do Grupo I, atrás apenas da Inglaterra. Na repescagem, a equipe de Michniewicz não disputou a partida contra a Rússia, eliminada por conta da guerra contra a Ucrânia, e bateu a Suécia no jogo decisivo.

CONVOCADOS

Goleiros: Wojciech Szczesny, Łukasz Skorupski e Kamil Grabara

Defensores: Jan Bednarek, Bartosz Bereszynski, Matty Cash, Kamil Glik, Robert Gumny, Artur Jedrzejczyk, Jakub Kiwior, Mateusz Wieteska e Nicola Zalewski

Meias: Krystian Bielik, Przemysław Frankowski, Kamil Grosicki, Jakub Kaminski, Grzegorz Krychowiak, Michał Skóras, Damian Szymanski, Sebastian Szymański, Piotr Zielinski e Szymon Żurkowski

Atacantes: Robert Lewandowski, Arkadiusz Milik, Krzysztof Piatek e Karol Świderski

TIME BASE: Wojciech Szczesny; Bednarek, Glik e Kiwior; Bereszynski, Krychowiak, Zielinski, Szymanski e Zalewski; Swiderski e Lewandowski

Robert Lewandowski - Polônia
Robert Lewandowski - Polônia

Lewandowski busca seu primeiro gol em uma Copa do Mundo (Foto: KIRILL KUDRYAVTSEV / POOL / AFP)

ARÁBIA SAUDITA

A Arábia Saudita irá disputar sua quinta Copa do Mundo após estrear na competição apenas em 1994. Apenas no ano em que debutou no torneio, a equipe árabe conseguiu avançar às oitavas de final e os atletas da nova geração sonham com um desempenho histórico.

A base da seleção é a equipe do Al Hilal, que enfrentou o Flamengo no Mundial de Clubes 2019 e luta por um novo título da Champions League asiática. Dos 26 convocados, 12 pertencem ao principal clube do país.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS

Nas Eliminatórias da Ásia, a Arábia Saudita liderou o Grupo B com sete vitórias em 10 partidas ficando na frente do Japão e da Austrália. A equipe teve uma única derrota ao longo da competição sofrida para o time Nippon fora de seus domínios.

CONVOCADOS

Goleiros: Mohammed Al-Owais, Mohammed Al Rubaie, Nawaf Al-Aqidi

Defensores: Yasser Al-Shahrani, Mohammed Al-Breik, Ali Al-Bulaihi, Sultan Al-Ghanam, Saud Abdulhamid, Abdulelah Al-Amri, Hassan Tambakti, Abdullah Madu

Meias: Fahad Al-Muwallad, Salem Al-Dawsari, Salman Al-Faraj, Abdullah Otayf, Hattan Bahebri, Mohamed Kanno, Abdulellah Al-Malki, Sami Al-Najei, Ali Al-Hassan, Nasser Al-Dawsari, Riyad Sharahili, Abdulrahman Al-Aboud

Atacantes: Firas Al-Buraikan, Saleh Al-Shehri, Haitham Asiri

Arábia Saudita - Treino
Arábia Saudita - Treino

Arábia Saudita se prepara para a Copa do Mundo (KHALED DESOUKI / AFP)