Copa do Mundo: agenda de jogos do Grupo E, análise dos times e convocados


A primeira quarta-feira de Copa do Mundo terá a abertura do Grupo E. Os campeões mundiais Espanha e Alemanha são favoritos óbvios da chave, mas a Costa Rica vem em bom ano e o Japão também promete complicar a vida dos europeus. Confira o guia do LANCE! abaixo.

VEJA A AGENDA DE JOGOS

Primeira rodada:
Alemanha x Japão - 23/11 (10h)
Espanha x Costa Rica - 23/11 (13h)

Segunda rodada:
Japão x Costa Rica - 27/11 (7h)
Espanha x Alemanha - 27/11 (16h)

Terceira rodada:
Japão x Espanha - 1/12 (16h)
Costa Rica x Alemanha - 1/12 (16h)

ESPANHA

A equipe comandada por Luis Enrique vive uma verdadeira mudança de gerações. Somente Busquets é remanescente do time campeão do mundo em 2010. A escola tiki-taka tem, agora, nos jovens Gavi e Pedri a esperança de fazer melhor do que na Copa passada. Na Rússia, a "La Roja" foi eliminada para anfitriã nas oitavas de final, nos pênaltis.

Os jogadores, o treinador e ex-jogadores da seleção têm sido otimistas: a equipe é capaz de ser campeã. A esperança talvez esteja num elenco homogêneo. Ansu Fati, Soler, Koke, Marcos Llorente e Dani Olmo, por exemplo, não deverão começar jogando nesta quarta-feira, contra a Costa Rica.

CONVOCADOS

Goleiros: Robert Sánchez, David Raya e Unai Simón

Defensores: César Azpilicueta, Eric García, Pau Torres, Álex Baldé, Guillamón, Jordi Alba, Dani Carvaral e Aymeric Laporte.

Meio-campistas: Sergio Busquets, Marcos Llorente, Koke, Pablo Gavi, Rodri Hernández, Carlos Soler, Dani Olmo e Pedri González.

Atacantes: Álvaro Morata, Marco Ascensio, Ferran Torres, Nico Williams, Yéremy Pino, Pablo Sarabia e Ansu Fati.

TIME-BASE: Simon, Cavajal, Pau Torres, Laporte e Alba; Busquets, Gavi, Pedri; Ferran Torres, Morata e Sarabia.

Busquets - Espanha
Busquets - Espanha

Busquets é o jogador mais velho da Espanha atual (Foto: AFP)

ALEMANHA

A Alemanha tem como objetivo apagar da memória do torcedor o vexame protagonizado quatro anos atrás, na Rússia. Na ocasião, os europeus chegaram com o status do tetracampeonato obtido em 2014, no Brasil, e terminaram eliminados ainda na primeira fase, com duas derrotas em três jogos.

Pelo objetivo de chegar ao penta, os alemães colocarão à prova um novo momento de sua equipe: após três ciclos de Copa do Mundo sob o comando de Joachim Löw, demitido após mais um fiasco, desta vez na Eurocopa.

Ele deu seu lugar para Hansi Flick, experiente treinador, campeão da Liga dos Campeões pelo Bayern de Munique. Isso faz com que os germânicos sejam uma das poucas seleções, ao lado do Brasil, a ter um nome de ponta no banco de reservas.

CONVOCADOS

Goleiros: Manuel Neuer, Marc-André ter Stegen e Kevin Trapp

Defensores: Armel Bella Kotchap, Matthias Ginter, Christian Günter, Thilo Kehrer, Lukas Klostermann, David Raum, Antonio Rüdiger, Nico Schlotterbeck e Niklas Süle

Meio-campistas: Julian Brandt, Leon Goretzka, Mario Götze, İlkay Gündoğan, Jonas Hofmann, Joshua Kimmich e Jamal Musiala

Atacantes: Karim-David Adeyemi, Niclas Füllkrug, Serge Gnabry, Kai Havertz, Youssoufa Moukoko, Thomas Müller e Leroy Sané

TIME-BASE: Neuer, Kehrer (Klostermann), Süle, Rüdiger e Raum; Kimmich, Goretzka (Gündogan) e Gnabry; Sané, Müller e Havertz.

Thomas Müller - Bayern de Munique
Thomas Müller - Bayern de Munique

Muller é grande nome da Alemanha (Foto: Tobias SCHWARZ / AFP)

JAPÃO

Em constante evolução no futebol e contando com um grande número de atletas na Europa, o Japão tem como meta chegar à final da Copa do Mundo em 2050. Até lá, contudo, o técnico Hajime Moriyasu diz que confia no grupo atual para, pelo menos, classificar os asiáticos ao mata-mata do Mundial.

De todo modo, 2022 já é um marco na história japonesa nas Copas. Ex-volante, Moriyasu disputou a edição de 1998, na primeira aparição nipônica na competição. Ele é o primeiro comandante dos "samurais azuis" a ter experiência prévia pelo Japão como jogador em um Mundial.

CONVOCADOS

Goleiros: Edi Kawashima, Shuichi Gonda e Daniel Schmidt
Defensores: Yuto Nagatomo, Maya Yoshida, Hiroki Sakai, Shogo Taniguchi, Miki Yamane, Kou Itakura, Takehiro Tomiyasu e Hiroki Ito
Meio-campistas: Gaku Shibasaki, Wataru Endo, Junya Ito, Hidemasa Morita, Ao Tanaka e Takefuda Kubo
Atacantes: Takuma Asano, Takumi Minamino, Daichi Kamada, Yuki Soma, Kaoru Mitoma, Daizen Maeda, Ritsu Doan e Ayase Ueda.

TIME-BASE: Gonda; Sakai, Tomiyasu, Yoshida e Nagatomo; Shibasaki, Endo e Kamada; Ito, Asano, Minamino.

Wataru Endo
Wataru Endo

Endo é destaque do Japão (Reprodução/Instagram)

COSTA RICA

A Costa Rica fez história no Brasil, quando passou da primeira fase mesmo num grupo com três campeões do mundo. Na Copa do Mundo da Rússia, contudo, a seleção da América Central ficou em último lugar na fase inicial. Para repetir o sucesso de oito anos atrás, o time sabe que precisará tirar pontos de Espanha e/ou Alemanha.

O goleiro Keylor Navas segue como o grande nome, e Bryan Ruiz, atualmente, é mais elemento de composição do elenco do que o craque decisivo de outrora. Nas Eliminatórias, em amistosos e na Nations League da Concacaf, o desempenho recente tem sido bom. Vitória sobre Estados Unidos e Nigéria, empates com México e Coreia do Sul. Somente uma derrota em 12 jogos no ano.

CONVOCADOS


GOLEIROS: Keylor Navas, Estebán Alvarado e Patrick Sequeira.

DEFENSORES: Juan Pablo Vargas, Keysher Fuller, Óscar Duarte, Bryan Oviedo, Francisco Calvo, Carlos Martínez, Kendall Waston, Douglas López e Ronald Matarrita.

MEIO-CAMPISTAS: Daniel Chacón, Celso Borges, Jewison Bennette, Bryan Ruiz, Gerson Torres, Youstin Salas, Yeltsin Tejeda, Brandon Aguilera, Roan Wilson e Álvaro Zamora.

ATACANTES: Anthony Contreras, Johan Venegas, Joel Campbell e Anthony Hernández.

TIME-BASE: Navas, Martinez, Calvo, Duarte e Oviedo; Tejeda, Celso Borges, Gerson Torres e Benette; Campbell e Contreras.
foto do destaque

Keylor Navas - Costa Rica
Keylor Navas - Costa Rica

Navas é herói na Costa Rica (Foto: AFP)