Copa do Catar fica conhecida como a Copa das zebras; qual a origem do termo?

O termo Copa das zebras já virou comum para se referir ao Mundial do Catar. Afinal, em pouco mais de uma semana o que não faltam são exemplos de partidas em que o favorito foi surpreendido: Argentina 1 x 2 Arábia Saudita, Alemanha 1 x 2 Japão, País de Gales 0 x 2 Irã e, neste domingo, Bélgica 0 x 2 Marrocos. Mas, afinal, por que zebra?

Embora o animal seja nativo do continente africano, a origem para esta explicação vem do Rio de Janeiro. De um fenômeno bastante enraizado na cultura da cidade: o jogo do bicho. De forma bem resumida, trata-se de uma espécie de sistema de apostas no qual 25 animais representam números. Nenhum deles, no entanto, é a zebra.

É justamente por isso que, na véspera do jogo entre a Portuguesa-RJ e o Vasco, pelo Campeonato Carioca de 1964, o técnico Gentil Cardoso, do time da Ilha do Governador, respondeu que daria zebra quando perguntado se sua equipe poderia vencer. A expressão já era usada com este sentido. Ou seja: de que vai dar o impossível, o animal que não está previsto no jogo do bicho. Mas não era comum no futebol.

Gentil Cardoso já era conhecido por suas respostas folclóricas. Como Joel Santana nos anos 1990 e 2000. Por isso, suas frases repercutiam. No dia 23 de julho de 1964, a Portuguesa derrotou o Vasco por 2 a 1. E o termo zebra pegou no esporte.

O período de maior popularidade da zebra foi nos anos 1970 e 1980, com a famosa zebrinha. O mascote foi criado para apresentar os resultados esportivos na versão dominical do Jornal Nacional, da TV Globo, lançado em 1972. O programa durou pouco, mas o personagem foi levado para o Fantástico, onde caiu nas graças do público.

O sucesso foi tão grande que a Caixa Econômica Federal o transformou em mascote da Loteria Esportiva. Ela permaneceu no ar até a Copa do Mundo de 1986, no México. Desde então, mesmo não estando presente nas telas, o termo zebra segue tão forte no imaginário popular a ponto de ser utilizado na Copa de 2022 E, a julgar pelo andamento do Mundial, é capaz de aparecer novamente nas próximas partidas.